Publicidade

Notícias de saúde

Estudantes são viciados em mídia

13 de abril de 2011 (Bibliomed). É normal que estudantes passem muito tempo usando as diversas formas de mídia – escutando música, assistindo TV, usando a internet – podendo até mesmo se viciarem a ela. Um novo estudo mostra que essa atitude é comum a jovens de todo o mundo e que essas pessoas desenvolveram uma forma de dependência aos seus celulares, tocadores de mp3 e computadores.

Cientistas pediram a 1.000 estudantes de cinco países diferentes que passassem 24 horas sem entrar em contato com qualquer tipo de mídia e registrassem a experiência. Os participantes tiveram reações quase idênticas ao experimento, e usaram as mesmas palavras para descrever suas sensações durante esse período: confuso, ansioso, irritável, inseguro, nervoso, louco, solitário, dependente, paranóico, deprimido, ciumento, entre outras.

Os pesquisadores se surpreenderam com os resultados, já que os jovens estudados têm origens diversas. São pessoas de países com grandes diferenças culturais, políticas e econômicas. “Talvez ingenuamente, nós presumimos que haveria diferenças substanciais entre os estudantes que participaram desse estudo”, disse Susan D. Moeller, autora da pesquisa.

Os resultados da pesquisa mostraram que a mídia tem muita importância na vida dos jovens. Eles precisam dela para construir suas amizades e vida social e, além disso, elas preenchem uma grande parte dos seus dias, e sem computadores e celulares, os estudantes ficaram entediados rapidamente. Isso mostra que os participantes eram ignorantes ao efeito que a mídia tinha em suas vidas e identidades, não sabendo como reagir quando ficaram sem ela.

A pesquisa foi publicada no site http://theworldunplugged.wordpress.com/

Fonte: UPI 10 de abril de 2011

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: