Publicidade

Notícias de saúde

Exposição pré-natal ao álcool pode influenciar comportamento na adolescência

22 de março de 2011 (Bibliomed). A ingestão de álcool durante a gravidez pode oferecer diversos riscos ao desenvolvimento e saúde do feto, mas um novo estudo sugere que o álcool consumido pela mãe na gestação pode levar os filhos a terem problemas comportamentais na adolescência.

Pesquisadores da Universidade de Pittsburgh (EUA) estudaram 592 adolescentes e suas mães, usando também dados sobre substâncias usadas durante o período pré-natal, coletados em um estudo que havia sido iniciado em 1982. Nesse estudo, que acompanhou grávidas e seus filhos, a gestação foi avaliada no quarto e sétimo meses e as crianças durante toda a vida – aos 18 meses, 3 anos, 6, 10, 14 e 16 anos. As mulheres participantes eram 50% caucasianas e 50% negras, e o consumo de álcool foi classificado como diário, incluindo as bebidas vinho, cerveja e licor.

Os resultados do estudo mostraram que os adolescentes de mães que tomaram em média uma dose de álcool por dia durante o primeiro trimestre da gestação tinham mais chances de sofrerem distúrbios de comportamento durante toda a vida. O padrão que esse tipo de comportamento acompanha é duradouro e agressivo. Os jovens se tornam violentos em relação às pessoas e animais, passam a roubar, mentir e violar diversas regras.

A conclusão dos pesquisadores é que “a partir de uma perspectiva clínica, a exposição pré-natal ao álcool devia ser considerada como um risco para o desenvolvimento de distúrbios de comportamento”, diz a Dr. Cynthia A. Larkby, co-autora do artigo publicado sobre o tema no Journal of the American Academy of Child and Adolescent Psychiatry.

Fonte: EurekAlert! 21 de março de 2011

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: