Publicidade

Notícias de saúde

Meditação sintoniza corpo e mente mais do que a dança

25 de fevereiro de 2011 (Bibliomed). O senso comum diz que dançarinos estão mais em sintonia com seus corpos e mentes, mas isso pode não ser verdade. Dançarinos treinam muito para desenvolverem consciência corporal e aprenderem a controlar os próprios músculos, mas a meditação pode ser mais indicada para quem busca estabelecer uma relação mais profunda entre mente e corpo.

Um estudo recrutou 63 participantes para um experimento que teve como objetivo comparar a forma como praticantes da meditação e dançarinos lidam com seus corpos e emoções. 21 dos participantes selecionados eram dançarinos com pelo menos dois anos de treino em dança moderna ou balé, e outros 21 eram pessoas com pelo menos dois anos de prática de meditação Vipanassa. O restante do grupo foi formado por pessoas sem treinamento em dança, meditação, esportes profissionais ou pilates.

O experimento consistia em exibir cenas emotivas aos voluntários, que mostravam em um medidor como estavam se sentindo. Todos os participantes estavam conectados a eletrodos que mediam suas reações físicas. As respostas emocionais do grupo foram similares, mas os meditadores mostraram uma maior compreensão da velocidade dos seus batimentos cardíacos em relação às suas sensações do que os dançarinos –que tiveram resultados parecidos com os do grupo controle. 

Os pesquisadores acreditam que isso acontece porque o treino de dança ensina a pessoa a ser mais consciente de tônus muscular, postura e alinhamento corporal. Robert Levenson (University of California, Berkeley – EUA), principal autor do estudo, afirma que “Essas (habilidades) são muito úteis para (a pessoa) se tornar um dançarino melhor, mas não fortalecem os links entre mente e corpo na emoção”. Pessoas que praticam a Vipassana dão mais atenção à sensações viscerais do corpo, e observam a respiração, batimento cardíaco, pensamentos e sentimentos.

O estudo foi publicado no periódico Emotion

Fonte: UC Berkeley News Center 23 de fevereiro de 2011

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: