Publicidade

Notícias de saúde

Estudo mostra que idosos são mais felizes

26 de janeiro de 2011 (Bibliomed).  Um novo estudo sugere que à medida que envelhecem, as pessoas aprendem a controlar melhor suas emoções. Isso faz com que os idosos sejam mais felizes, mesmo com os problemas de saúde que vêm com a idade.

Heather L. Urry, da Universidade de Tufts (EUA) co-escreveu o artigo com James J. Gross, da Universidade de Stanford (EUA). Ela afirma que “A idade avançada nos dá esse paradoxo realmente interessante: fisicamente, você está caindo aos pedaços, mas ainda assim as pessoas estão bem”.

Até hoje, cientistas haviam definido dois motivos para isso: mudanças no cérebro e uma dificuldade generalizada do ser humano de compreender o que afeta sua felicidade. Mas o estudo de Urry e Gross traz outra possibilidade – a de que idosos regulam melhor suas emoções.

Eles têm certas atitudes em relação à vida que fazem com que eles busquem situações mais agradáveis. Um bom exemplo é o tamanho reduzido do circulo social de pessoas mais velhas. Eles escolhem melhor suas amizades, limitando situações e relacionamentos a apenas os que são realmente prazerosos.  Além disso, estudos mostram que idosos tendem a prestar mais atenção a informações positivas do que negativas, e que eles têm mais habilidade em prever como serão afetados por certas situações. Essas habilidades melhoram o humor geral da pessoa e fazem com que seja mais fácil evitar coisas desagradáveis.

Os cientistas não sabem exatamente como funcionam os recursos que regulam a emoção. O estudo de Urry e Gross propõe que as pessoas mudam a forma como esse mecanismo funciona ao longo da vida. De acordo com Urry, as pesquisas futuras devem focar em descobrir como as pessoas regulam suas emoções e como isso é modificado com a idade.

Fonte: Association for Psychological Science. 24 de janeiro de 2011.

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: