Publicidade

Notícias de saúde

Obesidade aumenta o risco de infertilidade do casal, alertam especialistas

22 de setembro de 2010 (Bibliomed). Quase um terço das pessoas com sobrepeso tem dificuldades para ter filhos, indicando que a obesidade pode estar fortemente associada a problemas de fertilidade tanto feminina quanto masculina, segundo especialistas do Instituto Brasileiro de Reprodução Assistida (IBRRA). O mais preocupante é que, segundo pesquisa do IBGE, 48% das mulheres e 50% dos homens com mais de 20 anos de idade estão acima do peso.

“Essa taxa (de pessoas com dificuldades de engravidar) é de aproximadamente 30% das mulheres e homens acima do peso. Nesse grupo, cerca de 12% vão precisar de um tratamento de reprodução humana para engravidar”, explica o ginecologista Juliano Scheffer, especialista em medicina reprodutiva.

Um estudo espanhol apresentado no último congresso da Sociedade Europeia de Reprodução Humana demonstrou que os homens obesos (índice de massa corporal maior do que 30) apresentam queda de 10 milhões de espermatozoides no espermograma, quando comparados a pacientes não obesos. E um estudo da Universidade de Michigan, nos EUA, publicado neste mês, demonstrou que a obesidade aumenta em quase duas vezes as chances de uma paciente não engravidar.

O especialista em medicina reprodutiva explica que a obesidade é uma séria questão de saúde pública e pode causar uma série de distúrbios no organismo. “Além do risco de doenças como diabetes, hipertensão e cânceres, o impacto da obesidade na saúde reprodutiva também tem efeito maléfico, como aumento de ciclos anovulatórios, distúrbios da menstruação, alteração de seminograma, aumento do aborto, infertilidade e consequências prejudiciais ao feto e à gestante”, explica o médico.

Fonte: Mais notícia. Press release. 21 de setembro de 2010.

Copyright © 2010 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: