Publicidade

Notícias de saúde

Piercings na região bucal representam risco para a saúde dos dentes e da gengiva

18 de agosto de 2010 (Bibliomed). O uso de piercings é cada vez mais comum entre os jovens, com a disseminação de novas “tribos”, e sua aplicação tem ocorrido em diferentes áreas do corpo. Porém, quando colocados nos lábios e na língua, podem causar problemas irreparáveis para saúde dos dentes e da gengiva, e muitos especialistas contraindicam seu uso. 

“Os piercings em regiões de tecidos moles, como a língua e os lábios, não são recomendados pelos dentistas. A língua é um músculo de superfície rugosa, por causa das papilas gustativas, o que favorece o acúmulo de bactérias - esses microrganismos podem utilizar a perfuração do piercing como porta de entrada para infecções de ordem sistêmica, podendo gerar sérios comprometimentos no organismo do indivíduo”, destaca a dentista Maristela Lobo, especialista em odontologia estética. 

A dentista alerta que muitos pacientes que possuem esses acessórios nos lábios podem desenvolver defeitos na região do atrito da peça com o dente ou com a gengiva. "Por ser sólido (aço cirúrgico, na maioria das vezes), o piercing promove fricção com a superfície da gengiva e do dente, provocando retração gengival, exposição da raiz, ou até mesmo desgaste dos tecidos dentais”. 

Outro problema ainda maior desses acessórios é quando estão associados ao hábito de fumar, pois o risco ao desenvolvimento de doenças bucais é ainda maior. "Na maioria das vezes, o indivíduo que aplica esse tipo de peça não tem o costume de ir ao dentista ou de escovar os dentes. Geralmente os pacientes que possuem piercings somente deixam de utilizá-los após se confrontarem com os danos causados por eles", declara a especialista. 

Estudo comprova malefícios

O malefício provocado pelo acessório foi comprovado recentemente por um estudo realizado na Universidade de Buffalo, nos Estados Unidos, e publicado recentemente no periódico cientifico Journal of Clinical Orthodontics. Os resultados mostraram que o piercing também pode mudar a disposição da língua, alterar a posição dos dentes (criando espaços entre eles), além de provocar infecções e hemorragias. Além disso, quem usa aparelhos ortodônticos corre o risco de prender o acessório e sofrer ferimentos. 

Para quem deseja colocar piercings nos dentes sem prejudicar a saúde, a especialista destaca que os riscos devem ser avaliados com pais, responsáveis e profissionais da área da saúde. Além disso, há uma alternativa com menos riscos. "É um cristal colocado sobre a superfície do esmalte, com um adesivo especial, sem qualquer tipo de desgaste. Esse tipo de acessório não traz prejuízos aos tecidos dentais e torna-se uma boa opção para quem quer investir em um sorriso diferente.", aconselha Maristela Lobo.

Fonte: Estilo Press Assessoria de Imprensa. Press release. 16 de agosto de 2010.

Copyright © 2010 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: