Publicidade

Notícias de saúde

Mesmo com uso de equipamentos de proteção auditiva, os trabalhadores de serrarias são mais propensos a perdas auditivas induzidas por ruído

27 de julho de 2010 (Bibliomed). Um estudo anterior mostrou uma forte relação entre ruído e infarto agudo do miocárdio em trabalhadores que não usavam equipamento de proteção auditiva (EPA). Como a avaliação da exposição rigorosa do ruído é complicada pelo uso de EPA, foi desenvolvido um modelo que prevê a probabilidade de utilização de EPA em trabalhadores da madeira em British Columbia (Canadá).

Esse estudo, publicado na revista The Annals of Occupational Hygiene, analisou a utilização de EPA e avaliou a exposição ao ruído. Informações sobre a história de trabalho e exposição a ruídos foram obtidas de 13 147 trabalhadores de serrarias de 1909 até 1998. Dados audiométricos da coorte, incluindo os níveis de limiares auditivos em várias frequências de tons puros foram obtidos.

O estudo mostrou um aumento de 4 vezes na exposição ao ruído e tendência a perda auditiva, após o ajuste para uso EPA, controlando para sexo, idade, raça, bem como variáveis de confusão médicas e não-ocupacionais. Mais estudos são necessários para se avaliar melhor essas relações.

Fonte: The Annals of Occupational Hygiene, Volume 54, Number 3, 2010, Pages 329-339

Copyright © 2010 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: