Publicidade

Notícias de saúde

Gravidez na adolescência aumenta as chances de as jovens se tornarem obesas

14 de abril de 2009 (Bibliomed). Mulheres jovens que tiveram filhos na adolescência correm maior risco de se tornarem obesas, comparadas àquelas que nunca ficaram grávidas, segundo estudo publicado em abril no periódico científico Archives of Pediatrics and Adolescent Medicine. De acordo com os autores, a descoberta é importante por identificar a adolescência como um período crítico para o início da obesidade.

Os especialistas destacam que a gravidez aumenta o risco de obesidade em mulheres adultas, e há evidências de que isso pode ter uma influência ainda maior no peso e no acúmulo de gordura em adolescentes.

Avaliando quase 1,9 mil mulheres com idade inicial de nove ou dez anos, e que foram acompanhadas por dez anos, pesquisadores americanos notaram que, entre as mulheres negras – cuja taxa de gravidez adolescente e de sobrepeso foram maiores –, aquelas que tiveram um ou mais filhos na adolescência eram mais pesadas, tinham maior circunferência de cintura, quadris mais largos e mais gordura corporal do que aquelas que não ficaram grávidas.   

Os resultados indicaram que, entre aquelas que deram à luz na adolescência, 40% das garotas brancas e 57% das negras apresentavam sobrepeso ou eram obesas. E as garotas caucasianas apresentaram uma tendência semelhante às negras em relação ao tamanho da cintura e à gordura corporal.

“O depósito de gordura em excesso durante a adolescência pode sinalizar o início e a persistência de obesidade e elevados níveis de insulina, lipídios e pressão sanguínea na idade adulta”, disseram os autores, acrescentando que ter filhos antes dos 20 anos aumenta o risco de doença cardíaca em mulheres.

Fonte: Archives of Pediatrics and Adolescent Medicine. Abril de 2009.

Copyright © 2009 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: