Publicidade

Notícias de saúde

Depressão é comum em mulheres com ovários policísticos, indica estudo

10 de janeiro de 2009 (Bibliomed). A prevalência de depressão e ansiedade é alta entre mulheres com a síndrome do ovário policístico, segundo pesquisadores da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos. E, por isso, esses distúrbios de humor “deveriam ser triados rotineiramente nessas pacientes e tratados agressivamente”.

A síndrome dos ovários policísticos é um distúrbio marcado pelo aparecimento de vários cistos no ovário, podendo causar irregularidades menstruais, dificuldade de ovulação, problemas de pele e surgimento de pelos, aumento de peso e abortos. E afeta 6% da população feminina em idade reprodutiva.

Em estudo anterior, os especialistas haviam identificado uma taxa de depressão de 35% entre as mulheres com o problema nos ovários, comparada com menos de 11% das participantes sem os ovários policísticos.

No novo estudo, avaliando 60 das 103 mulheres que participaram do estudo anterior, quase dois anos depois, os pesquisadores notaram um aumento na prevalência de problemas psicológicos entre aquelas com cistos nos ovários. Aproximadamente 57% dessas mulheres eram afetadas por algum problema de saúde mental – 40% apresentavam depressão; 15% tinham a síndrome do pânico ou outro distúrbio de ansiedade; e 23% comiam em excesso.

“A alta taxa de prevalência de depressão e a persistência de novos casos nessa população sugere que a avaliação inicial de todas as mulheres com síndrome dos ovários policísticos deveria também incluir a avaliação de problemas de saúde mental”, escreveram os autores na revista Fertility and Sterility. Eles também recomendam que essas mulheres sejam encaminhadas ao dermatologista e ao aconselhamento para controle do peso.

Fonte: Fertility and Sterility. Janeiro de 2009.

Copyright © 2009 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: