Publicidade

Notícias de saúde

Estudo indica ligação genética entre problemas de sono e depressão em crianças

03 de janeiro de 2009 (Bibliomed). A genética é o fator mais importante na relação entre problemas de sono na infância e depressão mais tarde, segundo pesquisadores do Goldsmiths College, no Reino Unido.

Em estudo publicado na edição de fevereiro da revista Sleep, eles destacam que 46% da influência genética nos problemas do sono de crianças de dez anos havia influenciado também a criança aos oito anos de idade; enquanto a depressão seria principalmente causada por influências ambientais não compartilhadas – 19% da influência ambiental não compartilhada na depressão aos dez anos permanecia a mesma dos oito anos.

Os pesquisadores avaliaram dados de 300 pares de gêmeos nascido na Inglaterra e País de Gales no período entre 1994 e 1996. E 247 pares de gêmeos apresentaram altos níveis de ansiedade aos sete anos de idade. Quando os voluntários tinham dez anos, os especialistas coletaram dados sobre problemas de sono e depressão.

A autora principal do estudo, pesquisadora Alice M. Gregory destacou que o resultado mais surpreendente do estudo se relaciona às razões pelas quais pode haver ligação entre problemas de sono e depressão em diferentes pontos da vida de uma pessoa jovem.

“Relatamos em um estudo anteriormente que genes seriam o mais importante fator em explicar a associação entre problemas de sono e depressão em (crianças com) oito anos de idade”, disse a especialista. “Porém, quando examinamos essa questão aos dez anos de idade, descobrimos que os genes são menos importantes em explicar a associação e que as influências ambientais tinham se tornado mais importantes”, concluiu.

Os especialistas destacam que, embora os problemas do sono na infância tenham apenas uma pequena influência na depressão mais tarde, essas questões devem ser seriamente consideradas, pois podem afetar o humor da criança, sua atenção e sua vida social e escolar. Além disso, as dificuldades para dormir são mais facilmente abordadas e discutidas com as famílias, sem o estigma negativo associado aos problemas de saúde mental das crianças.

Fonte: Sleep. 01 de fevereiro de 2009.

Copyright © 2009 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: