Publicidade

Notícias de saúde

Obesidade infantil pode prejudicar a tireóide, indica estudo

04 de dezembro de 2008 (Bibliomed). A obesidade pode danificar a glândula tireóide de crianças, criando um ciclo vicioso, segundo estudo italiano publicado, recentemente, no Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism. De acordo com os pesquisadores, a obesidade causa uma inflamação que prejudica a glândula, que, entre outras funções importantes, secreta os hormônios reguladores do metabolismo. E a baixa atividade da tireóide pode ser associada ao ganho de peso.

Os pesquisadores avaliaram, por três anos, 186 crianças com sobrepeso e obesas quanto aos níveis do hormônio e de anticorpos da tireóide, além da imagem da glândula pelo ultrasom. E descobriram que “alterações na função e na estrutura da tireóide são comuns em crianças obesas”.

Segundo os autores, 73 crianças tinham a tireóide com aparência de inflamada, mas elas não apresentavam os anticorpos que caracterizam a condição conhecida como tireoidite de Hashimoto, doença auto-imune em que células imunológicas chamadas células T atacam, erroneamente, a glândula. Os resultados indicaram uma ligação entre o índice de massa corporal e os níveis do hormônio, o que sugere que “o excesso de gordura pode ter um papel na modificação do tecido da tireóide”.

Para os especialistas, esses danos causariam um ciclo vicioso, em que a obesidade atrapalharia a atividade da tireóide, que, com função reduzida, levaria a um maior ganho de peso. Porém, mais estudos são necessários para investigar se a redução do peso pode reverter o efeito.

Fonte: Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism. 07 de outubro de 2008.

Copyright © 2008 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: