Publicidade

Notícias de saúde

Estudos associam pressão alta a um maior risco de demência

10 de setembro de 2008 (Bibliomed). A redução da pressão sangüínea, além de prevenir doenças cardiovasculares, pode desempenhar um papel importante na redução do risco de desenvolver doença de Alzheimer e outros tipos de demência, segundo evidências apresentadas, neste mês, no Congresso do European College of Neuropsychopharmacology.

De acordo com os especialistas, diversos estudos vêm avaliando o impacto, na demência, das drogas para controle da pressão, incluindo cinco grandes pesquisas que envolveram aproximadamente 22,6 mil pacientes. Embora apenas um desses estudos tenha mostrado uma relação significativa entre o tratamento para hipertensão e menor incidência de demência, outros estudos menores também indicam esse efeito.

Os pesquisadores destacam que mais pesquisas são necessárias para entender o papel dos medicamentos para pressão na redução do risco de doença de Alzheimer e demência. E essas pesquisas são importantes diante do envelhecimento da população e do aumento da demência como desafio para a saúde pública.

Fonte: Ivanhoe. 05 de setembro de 2008.

Copyright © 2008 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: