Publicidade

Notícias de saúde

Aspectos epidemiológicos relacionados às alergias alimentares

04 de junho de 2007 (Bibliomed). A alergia alimentar é uma enfermidade pautada pela intolerância a certos tipos de ingredientes presentes na dieta. Determinadas substâncias que constituem os alimentos (os denominados alérgenos) são capazes de desencadear uma resposta inflamatória no corpo, culminado em manifestações clínicas como diarréia, vômitos, dor na barriga, lesões da pele e problemas respiratórios.

A epidemiologia é a ciência que visa identificar os principais determinantes do processo saúde - doença, auxiliando na determinação dos fatores de risco para o adoecimento. Uma pesquisadora alemã escreveu um estudo para a revista Current Opinion in Allergy and Clinical Immunology de 2007, no qual avaliou os aspectos epidemiológicos relacionados à alergia alimentar.

A autora revela que a percepção subjetiva dos pais superestima a presença de alergia alimentar nas crianças, ou seja, muitas vezes a criança apresenta manifestações clínicas após a ingestão de algum alimento, sendo que este não é o responsável pelo quadro. Porém, os pais acabam por julgar os sintomas como secundários a alergia ao alimento, relacionando os sintomas da criança com o tempo de ingestão do alérgeno. Quando estas crianças são submetidas a exames para avaliar sua sensibilidade ao alimento suspeito, não se identifica a presença de quadro alérgico.

Assim, conclui-se que a percepção dos pais não é um bom parâmetro para a presunção de alergia alimentar em seus filhos.

Fonte: Curr Opin Allergy Clin Immunol. 2007; 7 (3): 259 – 263 (Jun).

Copyright © 2007 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: