Publicidade

Notícias de saúde

Alho não ajuda a reduzir o colesterol.

20 de março de 2007 (Bibliomed). O alho, segundo a cultura popular, corresponde a um excelente alimento, com propriedades antiinflamatórias e que pode reduzir o colesterol.

Curiosos em saber se essa segunda característica seria verdadeira, cientistas da Escola de Medicina da Universidade de Stanford/ Califórnia e colaboradores desenvolveram um estudo cujos resultados foram publicados no Archives of Internal Medicine, em fevereiro deste ano.

Os pesquisadores compararam a capacidade, tanto do alho in natura, quanto dos suplementos de alho, na redução dos níveis de colesterol, em pacientes adultos níveis de colesterol moderadamente elevados.

Ao todo, foram 192 indivíduos, com LDL colesterol em torno de 130 – 190 mg/dL. Esses voluntários foram divididos em quatro grupos: os que usariam alho cru; os que receberiam suplementos de alho fortificados; os que receberiam extratos de alho envelhecidos e os que receberiam placebo. As doses para todos seriam equivalentes e teriam que ser utilizadas durante 6 dias da semana por 6 meses. Os níveis de colesterol seriam mensurados mensalmente, avaliando-se também os triglicérides e os níveis de HDL colesterol (o colesterol considerado "bom").

Os autores da pesquisa não observaram nenhuma diferença entre os quatro grupos, após o término do estudo, em relação aos níveis de colesterol e dos outros elementos pesquisados. Isto desmente a cultura popular sobre a utilização do alho como um meio de tratar a hipercolesterolemia.

Fonte: Archives of Internal Medicine; 167 (4): 346-353 (February 2007)

Copyright © 2007 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: