Publicidade

Notícias de saúde

Antiinflamatórios podem reduzir o risco de câncer da boca

18 de outubro de 2005 (Bibliomed). O uso prolongado de antiinflamatórios não-esteróides, como a aspirina, parece reduzir a ocorrência de câncer da boca, uma doença relacionada ao uso do tabaco. Isso é o que sugere um novo estudo publicado recentemente na revista The Lancet.

Os antiinflamatórios não esteróides atuam bloqueando as chamadas enzimas "COX"; além de estarem envolvidas no mecanismo da dor, estas enzimas parecem ter um papel no câncer da boca, e assim, bloqueá-las com um antiinflamatório pode ter um efeito benéfico.

O estudo sugeriu que o uso das drogas poderia diminuir o risco de câncer oral em 53%, enquanto que o acetaminofen, um outro tipo de analgésico, não teve nenhum efeito na prevenção dos tumores.

Além disso, a redução no risco se relacionou com a duração do uso do antiinflamatório, ou seja, quanto mais prolongado o uso, menor o risco de câncer.

Copyright © 2005 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: