Publicidade

Notícias de saúde

Austrália Terá Primeira Sala Para Uso Permitido de Heroína

CANBERRA, Austrália (Reuters) - O primeiro local de uso de heroína aprovado na Austrália será inaugurado ainda este ano. A Uniting Church recebeu oficialmente uma licença de operação em Sydney na sexta-feira.

Durante o anúncio da licença, o ministro especial do Estado de Nova Gales do Sul, John Della Bosca, disse que espera que o teste de 18 meses seja iniciado em outubro.

A igreja esperava inaugurar a sala de uso de drogas injetáveis de imediato, mas teve que esperar a aprovação oficial.

O diretor-executivo da igreja, reverendo Harry Herbert, afirmou que o primeiro passo foi reformar o local, uma pequena sala de jogos, no distrito de Kings Cross, próximo a Sydney, e recrutar pessoal especializado.

Herbert foi cético em relação à inauguração em outubro, já que o trabalho de construção em Sydney e arredores deve ser afetado por pelo menos duas semanas pelas Olimpíadas, que começa na cidade em 15 de setembro.

Della Bosca negou que tenha havido atraso intencional da inauguração do local para depois das Olimpíadas para evitar publicidade internacional.

A diretora da sala de uso de drogas injetáveis, Ingrid van Beek, disse que o teste irá beneficiar a comunidade e os usuários de drogas. "Muitos usuários morrem simplesmente porque entram em colapso sozinhos em becos sem saída, parques ou quartos escuros e não são encontrados até ser muito tarde para ressuscitá-los", disse van Beek.

Ela afirmou que cerca de 360 pessoas morreram por overdose de heroína na Austrália em 1998, mais do que as 292 mortes no ano anterior.

O primeiro-ministro australiano, John Howard, alertou o Estado de Nova Gales do Sul que qualquer plano de "sala de uso de drogas injetáveis" contradiz a Convenção de Drogas Narcóticas de 1961.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: