Publicidade

Notícias de saúde

Australianos Vão Testar Gengibre Contra Enjôo de Grávidas

SÃO PAULO (Reuters) - Pesquisadores do Hospital da Mulher e da Crianças e da Universidade de Adelaide, na Austrália, prometem uma nova pesquisa que poderá ajudar a aliviar náuseas e vômitos característicos entre muitas mulheres grávidas.

Os testes vão envolver 288 mulheres, com no mínimo oito semanas de gravidez, para avaliar se o gengibre é realmente útil para reduzir ou eliminar as náuseas e vômitos, segundo a assessoria de imprensa da universidade.

A universidade informou que um pequeno estudo já foi realizado na Dinamarca, em 1990, com mulheres grávidas que tiveram desidratação grave em consequência de vômitos. Segundo a pesquisa, elas foram beneficiadas pelo uso do gengibre, reduzindo consideravelmente náuseas e vômitos sem efeitos colaterais para as mães e os bebês.

De acordo com a coordenadora do estudo australiano, Caroline Smith, cerca de 70 por cento a 85 por cento das mulheres têm náusea no início da gravidez e 50 por cento, vômito.

Smith alerta que essas futuras mamães podem ter sua qualidade de vida abalada. Ao sentirem-se enjoadas, elas podem ter o ânimo reduzido e ansiedade e dificuldades na realização de tarefas diárias.

As participantes do estudo de Adelaide vão receber gengibre ou vitamina B6 três vezes ao dia por três semanas. A vitamina B6 é um controle ativo que provoca náuseas em algumas mulheres.

As participantes vão visitar o hospital uma vez quando receberem os tabletes e vão responder um questionário diariamente para gravar os efeitos do tratamento.

No final das três semanas, elas enviam de volta o questionário completo. A universidade informou que as mulheres registradas no teste devem estar no mínimo com oito semanas de gravidez.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: