Publicidade

Notícias de saúde

Desfibriladores podem prevenir morte súbita em pacientes com dilatação cardíaca

21 de Maio de 2004 (Bibliomed). Pacientes vítimas de um tipo de doença na qual ocorre o aumento do coração, chamada cardiomiopatia dilatada, e que estão sob risco potencial de sofrerem morte súbita por causa cardiovascular, podem se beneficiar pelo uso de um aparelho capaz de restaurar os batimentos cardíacos, chamado de desfibrilador implantável.

Os desfibriladores implantáveis, em uso em vários países do mundo, são capazes de reverter episódios da fibrilação ventricular, um tipo maligno de arritmia cardíaca na qual os batimentos do coração se tornam desordenados e ineficazes – o desfibrilador implantável, um aparelho colocado cirurgicamente sob a pele do paciente, aplica um pequeno "choque" no coração, corrigindo a arritmia.

O valor da implantação profilática de um desfibrilador nesses pacientes com dilatação cardíaca foi investigado por pesquisadores membros do programa Defibrillators in Non-Ischemic Cardiomyopathy Treatment Evaluation (DEFINITE). Em artigo publicado ontem na revista New England Journal of Medicine, os estudiosos sustentam que o uso profilático de um desfibrilador foi capaz de reduzir o número de mortes devidas a arritmias.

Os desfibriladores implantáveis estão disponíveis no Brasil já há algum tempo, mas, de um modo geral, o seu pagamento não tem sido coberto pelo SUS na maioria das localidades.

Fonte: The New England Journal of Medicine Volume 350:2151-2158 May 20, 2004

Copyright © 2004 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: