Publicidade

Notícias de saúde

Circuncisão em homens adultos altera o desempenho sexual

09 de fevereiro de 2004 (Bibliomed). A circuncisão em homens adultos altera o seu desempenho sexual, porém não necessariamente de uma maneira ruim, de acordo com um novo estudo. Os homens circuncisados demoram mais tempo para atingir a ejaculação, o que pode ser visto como uma vantagem ao invés de uma complicação, segundo um estudo publicado no último número da revista Adult Urology.

A circuncisão é a remoção cirúrgica da pele existente na "ponta" do pênis, o prepúcio. Esta cirurgia é feita tipicamente logo após o nascimento ou durante os primeiros anos da infância, tanto na tradição judaica como na muçulmana. Nos países ocidentais, também, a maioria dos meninos é submetida ao procedimento.

Num estudo realizado em Istambul na Turquia, foram recrutados 42 homens com idade próxima de 22 anos que não haviam sido circuncisados, todos eles heterossexuais e sexualmente ativos. Antes da circuncisão, os médicos avaliaram o desempenho sexual dos voluntários, inclusive quanto tempo demoravam a atingir a ejaculação.

Doze semanas após a cirurgia os homens foram novamente avaliados. Os resultados indicaram que não ocorreram alterações no desempenho sexual de modo geral, exceto pelo tempo em que se atingia a ejaculação, que passou a ser "significativamente mais longo". A explicação para esta situação seria o fato de que a circuncisão em adultos pode diminuir a sensibilidade do pênis, e, portanto o maior retardo para atingir a ejaculação.

Fonte: Adult Urology, vol 63; pp 155-158.

Copyright © 2004 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: