Publicidade

Notícias de saúde

Tratamento com Zinco Pode Reduzir a Duração de Gripes

NOVA YORK (Reuters Health) - Altas doses de zinco podem dar alívio às pessoas que sofrem os desagradáveis sintomas de gripe como tosse, garganta inflamada e congestão nasal. A informação é resultado de pesquisas realizadas na Wayne State University, em Detroit (Michigan), e foi publicada na edição de 15 de agosto do Annals of Internal Medicine.

Entretanto, os pesquisadores alertam que consumir altas doses do mineral por mais de três dias pode ser perigoso, pois levaria a uma deficiência de cobre, condição rara que pode interromper o crescimento normal e o metabolismo.

"A terapia do zinco para gripes comuns deveria ser limitada. Recomendamos que se não houver claras evidências de melhora depois de três dias de tratamento com zinco, a pessoa deveria investigar outras desordens do trato respiratória", recomendou Ananda S. Prasad, integrante da equipe da universidade.

Os editores do Annal of Internal Medicine informaram que o estudo foi financiado pela fundação relacionada à companhia que detém a patente das pastilhas de zinco.

O editorial afirma que os resultados mostram que as pastilhas de acetato de zinco parecem reduzir a duração dos sintomas da gripe, mas são necessárias mais pesquisas para descrever seu mecanismo de ação.

Alguns pesquisadores sugerem que o zinco pode ajudar a reduzir as citocinas, proteínas do sistema imunológico que ajudam a controlar a inflamação.

Entretanto, a investigação atual não encontrou nenhuma diferença significativa nos níveis da proteína entre o grupo que recebeu o mineral e o grupo controle.

Para investigar o papel do zinco no tratamento dos sintomas da gripe, os pesquisadores instruíram 50 pessoas gripadas a tomar uma pastilha de zinco contendo 12,8 miligramas de acetato de zinco ou um placebo (pílula inativa), a cada duas ou três horas enquanto tivessem os sintomas.

A cada dia os pacientes classificaram a severidade dos sintomas incluindo garganta inflamada, coriza, congestão, espirro, tosse, garganta ferida, rouquidão, dores musculares, dor de cabeça e febre.

Quem tomou zinco, sofreu os sintomas da gripes por menos dias que os outros que tomaram placebo. O grupo de zinco relatou sintomas durante uma média de 4,5 dias e o grupo do placebo por cerca de oito dias. Coriza e tosse parecem responder melhor ao tratamento com o mineral.

A tosse demorou cerca de seis dias para desaparecer no grupo de pacientes que tomaram placebo comparados a três dias no grupo que tomou zinco.

Os resultados do estudo sugerem que os efeitos colaterais das pastilhas de zinco incluíram secura na boca e constipação, mas o mineral parece não provocar náusea, vômito, diarréia ou dores estomacais.

"O tratamento com pílulas de acetato de zinco foi associado à redução na duração e severidade dos sintomas da gripe comum", concluiu a equipe de Prasad.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: