Publicidade

Notícias de saúde

Ronco em crianças pode levar a prejuízo escolar

22 de Agosto de 2003 (Bibliomed). Um novo estudo mostra que as crianças que roncam à noite têm pior desempenho em provas de matemática, de ciências, e do aprendizado de soletrar palavras, quando comparadas com as crianças que não roncam. Este é o primeiro estudo a demonstrar um relacionamento entre o ronco nas crianças e o risco de mau desempenho acadêmico, segundo informou ontem a American Thoracic Society.

Os novos achados sugerem que roncar pode ter um efeito negativo no desempenho mental das crianças - mesmo se elas não sofram de um aporte inadequado de oxigênio no sangue, uma circunstância chamada de hipóxia, que está associada freqüentemente com o ronco. Anteriormente considerava-se que roncar sem hipóxia era uma situação que não trazia riscos para as crianças.

Para chegar às conclusões de seu estudo, foram investigadas 1.129 crianças em idade escolar na Alemanha. Como a maioria das crianças não apresentava hipóxia, apesar de terem roncos à noite associados a mau desempenho escolar, os pesquisadores que conduziram este estudo não acreditam que a má oxigenação seja a causa do fracasso nos estudos, e que haja uma relação direta com os roncos.

Copyright © 2003 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: