Publicidade

Notícias de saúde

O perigo dos envenenamentos domésticos

30 de Junho de 2003 (Bibliomed). As crianças são as maiores vítimas de envenenamentos domésticos, principalmente as menores de 5 anos. As intoxicações mais freqüentes são causadas por remédios e produtos de uso doméstico, como alvejantes, querosene, polidores de móveis, tintas, solventes, detergentes, inseticidas, talco e perfumes. O alerta é do Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas (Sinitox), coordenado pelo Centro de Informação Científica e Tecnológica da Fundação Oswaldo Cruz (Cict/Fiocruz).

De acordo com dados de 30 centros de informação e controle de intoxicação existentes no Brasil, as crianças menores de cinco anos foram vítimas de 28% dos 72.786 casos ocorridos em 2000. Segundo o Sinitox, os envenenamentos acidentais costumam ocorrer nos horários que antecedem as refeições: das 10 às 12 horas e das 17 às 20 horas. Eles ocorrem principalmente em casa: na cozinha (desentupidores, sabões, detergentes, saponáceos, desinfetantes), área de serviço (tintas, inseticidas, raticidas, álcool, gás de cozinha, ceras, álcool), sala (bebidas alcoólicas, plantas ornamentais), quarto (remédios, perfumes, naftalina), banheiro (cosméticos, talco, perfumes, remédios, desodorizantes de ambiente), jardim (plantas, insetos, aranhas).

Vômitos e tonteiras são os sintomas mais freqüentes em caso de intoxicação. É importante procurar imediatamente atendimento médico, levando a caixa do remédio, a planta mastigada ou a embalagem de material de limpeza para que o agente tóxico seja identificado com rapidez e o tratamento apropriado seja indicado. Provocar vômito ou forçar a ingestão de leite ou qualquer outro líquido, inclusive água, são procedimentos indicados apenas com orientação médica.

O Sinitox alerta para a importância de se manter os produtos tóxicos em local seguro e trancado, fora do alcance das mãos e dos olhos das crianças, para não despertar sua curiosidade. Também é recomendado que, sempre que possível, adquira-se produtos com trava de segurança. O projeto de Lei nº 4841-A/94, ainda não aprovado, busca a adoção no Brasil da chamada Embalagem Especial de Proteção à Criança (EEPC) em medicamentos e produtos químicos de uso doméstico que apresentem potencial de risco à saúde humana. A embalagem já existe em diversos países europeus e nos Estados Unidos.

Centros de intoxicação ligados ao Sinitox funcionam 24 horas por dia, inclusive finais de semana e feriados, oferecendo orientações gratuitas sobre socorro imediato, através dos telefones 0800-780200, 0800-410148, 0800-148110, 0800-2844343, 0800-6435252, 0800-771.3733.

Copyright © 2003 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: