Publicidade

Notícias de saúde

Fumaça de trânsito reduz fertilidade masculina, diz estudo

05 de Maio de 2003 (Bibliomed). Pesquisadores italianos encontraram evidência de que a poluição do trânsito reduz a qualidade do esperma de homens jovens e de meia-idade, afetando a fertilidade. O óxido de nitrogênio e o chumbo presentes na fumaça produzida por carros e outros veículos seriam as causas do problema, segundo os pesquisadores. As constatações do estudo sugerem que os homens expostos à fumaça de trânsito todos os dias – por causa do trabalho, por exemplo – são os mais afetados.

A equipe de Michele De Rosa, da Universidade de Nápoles, examinou o esperma de 85 homens empregados em pedágios de estradas, que ficavam expostos à fumaça, em média, por seis horas diárias. Depois, os cientistas compararam os resultados encontrados com os testes de outros 85 homens que viviam na mesma área, mas que não ficavam expostos à fumaça da mesma forma. Os pesquisadores descobriram que os empregados do pedágio tinham um esperma de pior qualidade – seus espermatozóides tinham menos mobilidade, o que resulta em menos capacidade de fertilizar o óvulo feminino. “Em geral, o esperma do grupo estudado era mais fraco e menos ativo, por isso tinha uma capacidade de fertilização menor”, explicou Michele De Rosa.

Os pesquisadores disseram que serão necessários mais estudos para verificar se a qualidade do esperma desses homens melhoraria se eles não fossem mais expostos à fumaça. De Rosa acrescentou ser necessário pesquisar se trabalhadores de outros setores também estão sob risco.

Copyright © 2003 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: