Publicidade

Notícias de saúde

Funasa vacina atletas indígenas

24 de Setembro de 2002 (Bibliomed). A Fundação Nacional de Saúde (Funasa) aproveitou a quinta edição dos Jogos dos Povos Indígenas, que aconteceu de 14 a 21 de setembro em Marapanim, litoral do Pará, para colocar as vacinas dos índios em dia. As equipes de saúde dos Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs) foram orientadas para que verificassem a situação vacinal de cada índio e atualizassem as vacinas que estavam vencidas ou faltando, porque o risco de contaminação por doenças contagiosas, como catapora e gripe, aumenta com a aglomeração e o contato com índios de diferentes etnias e com não-índios.

Devido à alta sensibilidade e a baixa resistência imunológica, a população indígena segue um esquema básico de vacina diferenciado. A Funasa recomenda, por exemplo, que crianças e adultos indígenas sejam imunizados contra gripe, pneumonia e catapora. Como medida preventiva, foi montado um posto de saúde na arena esportiva da praia do Crispim, onde acontecem as provas, com uma equipe médica e de enfermagem, ambulância e medicamentos. A Funasa disponibilizou 1,6 mil doses de vacinas de BCG, Hepatite B, Febre Amarela, Influenza, Varicela, e Pneumococo. Além disso, foi realizado um levantamento epidemiológico e entomológico na região para ter certeza que o local estava livre dos mosquitos que transmitem a dengue e a malária.

Os Jogos dos Povos Indígenas reúnem cerca de 1,1 mil atletas, pertencentes a 68 etnias. Os atletas indígenas competem nas seguintes modalidades: futebol, arco e flecha, lutas corporais, corrida rústica, canoagem, travessia a nado, zarabatana, corrida com tora, cabo-de-guerra e arremesso de lança.

Copyright © 2002 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: