Publicidade

Notícias de saúde

UFPR inaugura centro de pesquisa sobre câncer infantil

31 de Maio de 2002 (Bibliomed). Para estudar novas formas de diagnóstico precoce e tratamento do câncer infantil, o Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (UFPR) inaugurou este mês, em Curitiba, o Centro de Genética Molecular e Pesquisa do Câncer em Crianças (Cegempac). O investimento total foi de R$ 1,3 milhão. De acordo com o diretor do Cegempac, Bonald Figueiredo, o primeiro objetivo é desenvolver pesquisas para diagnosticar com maior rapidez o surgimento dos cânceres que atingem crianças. Depois, os pesquisadores vão tentar encontrar novas formas de tratamento.

O Centro conta com o apoio do Saint Jude Children’s Research Hospital, de Memphis (EUA), considerado o maior hospital de câncer em crianças do mundo. Segundo o diretor do hospital norte-americano, o paranaense Raul Ribeiro, o Saint Jude forneceu grande parte dos equipamentos do Cegempac, além de oferecer treinamentos e complementar o salário dos profissionais que se dedicam em tempo integral à pesquisa. Hoje, 12 pessoas trabalham no Centro.

O primeiro trabalho, que já vinha sendo pesquisado por Ribeiro e, posteriormente, por Figueiredo, é o do tumor do córtex supra-adrenal (uma glândula localizada acima dos rins). Esse tipo de câncer é praticamente inexistente nos Estados Unidos, mas encontrado com certa freqüência no Paraná e na região de Jundiaí (SP), onde foram registrados mais de 100 casos desde 1990.

Segundo Ribeiro, pensava-se inicialmente que o tumor era resultado de uma mutação causada pelo meio ambiente. Os estudos revelaram, porém, que uma alteração do código genético, há cerca de 100 anos, é responsável por esse tipo de câncer. Cerca de 20% das crianças que têm a mutação hereditária desenvolvem o tumor. Metade delas ficam curadas. Quando o diagnóstico é feito rapidamente, antes do crescimento do tumor, o índice de recuperação chega a 90%.

A anomalia na glândula supra-adrenal produz aumento de hormônios, levando a criança a adquirir características de adulto masculino, inclusive as meninas. Sem o diagnóstico precoce, o tumor somente seria percebido a partir das alterações físicas, quando as chances de cura são mais restritas. Os estudos privilegiam parentes das pessoas que apresentaram alteração no DNA, visando à detecção precoce.

O trabalho desenvolvido pela equipe do Hospital de Clínicas já tinha conseguido baixar o custo desse exame de US$ 700 para R$ 20 e o tempo de entrega de 20 dias para apenas três horas. Com a chegada dos novos equipamentos e a ampliação do espaço físico de 120m2 para 500m2 , o Cegempac pretende ser referência no Sul do País. Os pesquisadores pretendem ainda ampliar os estudos sobre leucemia infantil, que representa um terço dos casos de câncer em crianças no Brasil.

Copyright © 2002 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: