Publicidade

Notícias de saúde

Governo tenta conter avanço de oncocercose, que causa cegueira nos índios Yanomami

20 de Maio de 2002 (Bibliomed). A cegueira causada pela doença de nome oncocercose afeta índice significativo da população dos índios Yanomami nos estados de Roraima e Amazonas. Preocupada com a situação, a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) instituiu um comitê que definirá estratégias para intensificar o controle da doença naquela população. O grupo foi criado durante a Oficina de Educação em Saúde para Eliminação da Oncocercose, realizada na semana passada, em Boa Vista (RR). Multiplicadores foram treinados para atuar como agentes de saúde indígena.

Desde 1993, a Funasa vem realizando inquéritos parasitológicos em tribos localizadas nos estados de Roraima e Amazonas. Os primeiros resultados indicaram que cerca de 29% da população de aproximadamente 9 mil índios estava infectada pelo parasita da oncocercose. Atualmente, cerca de 4 mil indígenas se encontram em tratamento.

A oncocercose é uma doença restrita ao território Yanomami. As condições de umidade e temperatura da região são favoráveis à manutenção da doença. Causada por um verme (nematódeo) chamado Onchocerca volvulus, a doença é transmitida ao homem pela picada do mosquito Simulium spp, conhecido como borrachudo ou pium.

O controle da doença é dificultado pela resistência ao tratamento, quase sempre prolongado. O paciente infectado precisa fazer uso de medicamentos por até dez anos, com ingestão de uma dose semestral contendo de um a quatro comprimidos, o que varia segundo a evolução da doença.

O medicamento de princípio ativo Ivermectina é eficaz e não apresenta efeitos colaterais significativos. A droga garante que o verme, mesmo alojado no organismo da pessoa contaminada, não se reproduza, impedindo assim a manifestação da doença.

A Funasa tem conseguido tratar aproximadamente 90% das pessoas que vivem na área endêmica, percentual que supera o preconizado pelo Programa de Eliminação da Oncocercose para as Américas (Oepa) – próximo a 80%.

Outra dificuldade dos técnicos é que a oncocercose não apresenta sintomas no estágio inicial. Para detecção, é necessário realizar exame oftalmológico e biópsia.

Copyright © 2002 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: