Publicidade

Notícias de saúde

Cientistas brasileiros provam benefícios do chá de quebra-pedra

Belo Horizonte, 04 de Janeiro de 2002 (Bibliomed). Um estudo da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) publicado na revista da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) revelou a eficácia do popular chá de quebra-pedra, usado por muitas pessoas contra os cálculos renais.

Segundo os pesquisadores, a infusão não funciona quebrando as pedras nos rins, mas evitando que elas se formem ou até contribuindo para que elas sejam expelidas. Os cientistas, no entanto, ainda não descobriram todos os mecanismos de funcionamento do Phyllantus niruri, nome científico do quebra-pedra.

Os pesquisadores afirmam que o chá reverte a polaridade da carga dos cristais de oxalato de cálcio, componente químico da maior parte das pedras formadas nos rins. Essa reversão impede que os cristais se aglomerem e se prendam à parede celular, dando origem aos cálculos.

Outra ação benéfica do chá é a de relaxamento do sistema urinário, que ajuda o organismo a eliminar algumas pedras. Um dos autores da pesquisa, o nefrologista da Unifesp Nestor Schor, afirma que a planta parece ser tão eficaz quanto as drogas convencionais.

O chá de quebra-quebra tem ainda o poder de alterar a estrutura dos oxalatos maléficos ao organismo. Sob a ação da infusão, passam de cristais monoidratados para diidratados, não aderindo à parede celular.

Existem registros bem antigos da ocorrência de cálculos renais na humanidade. Há pelo menos 7 mil anos, os egípcios já relatavam problemas com as pedras dos rins. Estimativas apontam que cerca de 10% das pessoas em todo o mundo têm cálculos renais de tamanhos diversos. O tamanho do cálculo – variável de um grão de areia a uma pérola – está diretamente relacionado à dor.

Os pesquisadores da Unifesp comprovaram cientificamente os benefícios do chá, mas alertam que seu consumo deve ser cauteloso. Segundo eles, ainda é cedo para garantir que o quebra-pedra possa substituir os tratamentos convencionais. Além disso, ingerir grande quantidade do chá sem conhecer adequadamente as características da planta traz o risco de consumir o vegetal errado.

Copyright © 2002 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: