Publicidade

Notícias de saúde

Terapia de Reposição Hormonal Tem Pequeno Efeito Sobre a Função Intelectual

Por Penny Stern, MD

NEW YORK, (Reuters Health) – Aqueles que são a favor da terapia de reposição hormonal para mulheres após a menopausa alegam que o estrógeno poderia ajudar a preservar as funções cerebrais envolvidas no aprendizado. Mas esta crença pode ser confirmada?

Um novo artigo publicado no Journal of the American Geriatrics Society usa dados de um estudo de Saúde de Enfermeiras, que está em andamento, para sugerir que tratamento de reposição hormonal pode não apresentar importância tanto nas funções de pensamento quanto nas de aprendizado, conhecidas pelos pesquisadores como funções cognitivas.

A Dra. Francine Grodstein, do Channing Laboratory at Harvard University, em Boston, Massachusetts, disse à Reuters Health que “em geral, a terapia de reposição hormonal após a menopausa não parece afetar as funções cognitivas em mulheres saudáveis, porém, pode apresentar alguns benefícios em vários aspectos específicos da cognição, como habilidades verbais”.

A Dra Grodstein e colaboradores conduziram uma série de testes entre mais de 2.100 participantes do estudo para avaliar capacidade de memória imediata e tardia, e habilidades verbais.

“No teste sobre fluência verbal, as usuárias atuais de hormônios apresentaram escores significativamente melhores do que as que nunca usaram hormônios”, escrevem os autores. Mas não houve diferenças estatisticamente significativas entre as usuárias e não usuárias em termos de cognição geral e memória.

A Dra Grodstein observa que “a maioria dos estudos disponíveis hoje também encontraram pouco efeito geral do tratamento com hormônios sobre a função cognitiva em mulheres não dementes”. Mas ela aponta que “poucos estudos entre os existentes foram capazes de verificar o efeito dos hormônios na alteração da cognição ao longo do tempo”.

Ela e sua equipe planejam continuar acompanhando as participantes do estudo, assim como englobar mais mulheres para aumentar o estudo. O projeto da equipe é “repetir os testes em intervalos de alguns anos para compreender melhor se o tratamento com hormônios poderia afetar a forma como a função intelectual das mulheres é mantida ao longo do tempo”.

Fonte: Journal of the American Geriatrics Society, 2000; 48:746-752.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: