Publicidade

Notícias de saúde

Pacientes de Herpes passam a contar com Genéricos

São Paulo, 28 de Maio de 2001 (eHealthLA). A Anvisa - Agência Nacional de Vigilância Sanitária divulgou esta semana mais uma autorização para a produção do genérico Aciclovir, utilizado no tratamento e controle do Herpes.

O medicamento, para uso injetável, poderá passar a ser utilizado em hospitais por custos até 75% mais baixos. Para uso domiciliar, já é comum encontrar o creme, de aplicação tópica, como genérico.

Os laboratórios EMS, Knoll, Neoquímica e Teuto já o disponibilizam nas farmácias, pelo custo médio de R$ 8,00 a R$ 9,00. Em comprimidos, apenas o laboratório Davidson apresenta a solução sob a denominação genérica, passando a competir com a Glaxo Wellcome, que produz o nome comercial Zovirax e cobra cerca de R$ 90,00 a caixa.

O que é herpes

O Herpes (Human Herpes Vírus), que tanto pode atingir a região labial quanto a genital, em suas formas Herpes Simplex I e II (respectivamente), é uma infecção viral e contagiosa e que se manifesta através de vesículas doloridas.

O Herpes genital é principalmente transmitido através de relações sexuais desprotegidas.

As conseqüências deste vírus podem ser particularmente graves entre pessoas imunodeprimidas e para crianças que o contraem ao nascer, pois pode causar-lhes infecções oculares resultantes em cegueira ou mesmo atingir o sistema nervoso central e acarretar encefalite.

O Herpes não tem cura: fica presente no organismo para sempre, manifestando-se em situações de imunodepressão, que podem ser originadas por múltiplos fatores, sendo o estresse o mais importante.

Popularização do tratamento pode reduzir incidência

O tratamento, baseado principalmente no princípio ativo Aciclovir, visa a redução do tempo de manifestação e o prazo em que ele se manifesta.

De acordo com o médico infectologista Dr. André Villela Lomar, o Instituto de Infectologia do Hospital Emílio Ribas, o uso do aciclovir é bastante popular, apesar de, até então, só poder ser encontrado pelo nome comercial Zovirax, do laboratório Glaxo-Wellcome, e custar cerca de R$ 90,00 a caixa.

Com a aprovação do genérico e a conseqüente redução no custo do tratamento, o Dr. André acredita que mais pessoas o usarão com mais freqüência, reduzindo o tempo em que estarão com o vírus ativo e a exposição dos seus parceiros sexuais à sua transmissão.

“O aumento do uso de preservativos, no entanto, é o principal fator de redução da incidência deste vírus que não deve desaparecer”, pondera o médico, ex-presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia e da Associação Panamericana de Infectologia.

Para manter o vírus inativo, em especial para aqueles pacientes que tem incidências mais freqüentes e agudas, os médicos indicam o uso do medicamento por até um ano.

Pelo preço atual do medicamento, um tratamento como este pode custar R$ 4.320,00 em um ano, chegando a ser inacessível para boa parte da população infectada.

O genérico está disponível no mercado pelo laboratório Davidson, ao custo de cerca de R$ 25,00 a caixa, na mesma posologia, o que totalizaria R$ 1.200,00 em um ano.

A incidência do Herpes na população é enorme. De acordo com o trabalho “Herpes simples genital: uma pandemia”, apresentado pelos médicos Omar Lupi da Rosa Santos, Ângela Gonçalves da Silva e Antônio Carlos Pereira Jr., a sua incidência está aumentando em todo o mundo, sendo de 13 a 52% nos Estados Unidos e de 7 a 27% na Europa, mas chegando a atingir de 30 a 55% entre populações africanas e no Haiti.

Copyright © 2001 eHealth Latin America

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: