Publicidade

Notícias de saúde

Anvisa proíbe uso do ácido bórico em talcos e pomadas de uso infantil

São Paulo, 02 de maio de 2001 (eHealthLA). A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) do Ministério da Saúde determinou a proibição da presença do princípio ativo ácido bórico na composição de talcos, pomadas e cremes usados contra assaduras e brotoejas em crianças. Entre os produtos mais conhecidos que contêm o ácido bórico em sua composição está a pomada Hipoglós, usada, entre outras coisas, para tratar assaduras em bebês.

Os produtos fabricados a partir de 30 de abril não poderão mais conter a substância. Segundo informou a Anvisa, a medida tem caráter preventivo, porque, apesar de ocorrer raramente, foi constatado em estudos científicos que a utilização tópica de ácido bórico em altas concentrações pode provocar intoxicação no organismo, alterações gastro-intestinais, hipotermia (queda da temperatura corporal), erupções cutâneas, insuficiência renal e até levar à morte.

As empresas que produzem medicamentos que contêm essa substância terão um prazo de 60 dias para solicitarem a mudança da fórmula. Os produtos já à disposição no comércio poderão ser vendidos até que o estoque se esgote.

O ácido bórico, um princípio ativo indicado como antisséptico por ter a função de impedir o crescimento de bactérias e fungos pode ser substituído por iodo povidona, tintura de iodo ou álcool iodado. Segundo a Agência, as empresas que não se manifestarem em 60 dias terão seus registros cancelados.

Copyright © 2001 eHealth Latin America

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: