Publicidade

Notícias de saúde

Medicamentos são Úteis na Dor Crônica Causada por Neuropatia Diabética

SAN ANTONIO, (Reuters Health) – Um medicamento utilizado para tratamento da depressão e distúrbio de ansiedade generalizada pode desempenhar um papel no controle da neuropatia diabética dolorosa, de acordo com os resultados de um estudo divulgado na 60ª Sessão Científica da Associação Americana de Diabetes.

Em pacientes com neuropatia, uma complicação comum do diabetes, os nervos são afetados pela doença crônica. A neuropatia pode envolver qualquer nervo fora do crânio, e a dor pode ser grave, e freqüentemente piora à noite.

O Dr. Veeraindar Goli, do Duke University Medical Center em Durham, Carolina do Norte, e colegas de outras instituições avaliaram a eficácia e segurança do venlafaxina de liberação prolongada (XR) como tratamento de neuropatia diabética dolorosa.

O estudo incluiu 244 pacientes ambulatoriais diabéticos não deprimidos com idade acima de 18 anos, que foram selecionados aleatoriamente para tratamento com venlafaxina XR 75mg por dia, venlafaxina XR 150 a 225mg por dia ou um placebo (comprimido inativo) por mais de 6 semanas.

Em geral, o venlafaxine XR, 150 a 225mg/d, ofereceu melhor alívio da dor comparado ao placebo, relatam os pesquisadores. Doses mais altas de venlafaxina XR (150 a 225mg/d) diminuíram significativamente a intensidade da dor na 3ª e 6ª semanas, comparadas ao placebo, e na 5ª e 6ª semanas comparados a doses mais baixas de venlafaxina XR (75mg/d). Na 6ª semana, 56% dos pacientes que estavam recebendo venlafaxina XR em dose de 150 a 225mg/d, relataram intensidade de dor significativamente diminuída comparados a 39% dos pacientes que estavam recebendo 75mg/d do medicamento, e 34% dos que estavam sendo tratados com placebo.

Náusea foi o efeito colateral mais comum associado à medicação ativa e ocorreu em 5% dos pacientes tratados com placebo versus 22% dos pacientes que receberam venlafaxina XR 75mg e 10% dos que receberam venlafaxina XR 150 a 225mg/d.

Como os pacientes deprimidos foram excluídos do estudo, a melhora sintomática pode somente ser descrita como um efeito analgésico ao invés de um efeito antidepressivo, disse o Dr.Goli. Os resultados sugerem que os médicos devem considerar o uso do venlafaxina XR para o tratamento da neuropatia periférica dolorosa em diabéticos.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: