Publicidade

Notícias de saúde

Lesões São Maior Causa de Mortalidade Infantil em Países Ricos

07 de Fevereiro de 2001 (Bibliomed). Lesões, causadas por abuso, tombos de bicicleta ou incêndios, entre outros fatores, são a maior causa de mortalidade infantil no mundo industrializado, e não as doenças, segundo o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

Mais de 20 mil crianças com menos de 15 anos morrem de acidentes de automóvel, abuso e outros ferimentos intencionais, quedas, incêndios, afogamento, envenenamento e outros, de acordo com um relatório divulgado na segunda-feira do Unicef.

Para uma criança nascida no mundo industrializado hoje, as chances de morte por lesões são de 1 para 750, de acordo com o Centro de Pesquisa Innocenti do Unicef, situado em Florença, Itália. A entidade estimou que 12 mil dessas mortes poderiam ter sido evitadas com medidas preventivas.

Mesmo que a probabilidade de morte por lesões esteja hoje reduzida pela metade em relação a 30 anos atrás, "a profundidade do pesar e angústia envolvidos na morte de uma criança está acima de toda a medida", diz o relatório.

O relatório avaliou estatísticas dos 29 membros da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), que reúne os países mais ricos do mundo.

De 1991 a 1995, último período com dados disponíveis, Suécia, Grã-Bretanha, Itália e Holanda tiveram as menores taxas de mortalidade infantil por ferimentos. A taxa da Suécia foi de 5,2 por 100 mil crianças; na Grã-Bretanha e na Itália a taxa foi de 6,1 por 100 mil; e na Holanda, de 6,6 por 100 mil.

Estados Unidos (14,1 por 100 mil), Portugal (17,8 por 100 mil), México (19,8 por 100 mil) e Coréia do Sul (25,6 por 100 mil) tiveram as maiores taxas.

Acidentes de trânsito são a maior causa dessas mortes, respondendo por 41 por cento do total.

Copyright © 2001 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: