Publicidade

Notícias de saúde

Crianças Queimam Mais Calorias Após Refeição Com Pouca Gordura

31 de Janeiro de 2001 (Bibliomed). Os especialistas em saúde continuam a debater a melhor forma de perder peso, e um novo estudo incentiva uma dieta com pouca gordura.

Conforme o trabalho, meninas queimaram menos calorias e armazenaram oito vezes mais gordura depois de uma refeição rica em gordura, comparada a uma refeição com menos gordura que continha o mesmo valor calórico e a mesma quantidade de proteínas.

Os resultados do estudo sugerem que limitar alimentos gordurosos na dieta das crianças pode ser fundamental para reduzir as taxas de obesidade infantil.

"A longo prazo, apenas poucas gramas de gordura ingeridas todo dia, acima das necessidades, pode teoricamente levar a um ganho significativo de gordura", informou a equipe de Claudio Maffeis da Universidade de Verona, na Itália, na edição de janeiro do Journal of Clinical Endocrinology and Metabolism.

A obesidade é o problema de nutrição mais comum entre crianças dos países industrializados. Ainda assim, quando se trata de recomendar a melhor forma de perder peso, os especialistas em saúde apresentam divergências. Enquanto alguns acreditam que ingerir calorias em excesso -- seja de carboidratos, gordura ou proteína -- leva a um ganho de peso, outros acreditam que nem todas as calorias são criadas igualmente.

Para avaliar o fato, os pesquisadores mediram a taxa na qual 11 meninas queimaram gordura e calorias depois de refeições com altas e baixas taxas de gordura.

A equipe alimentou as crianças, incluindo seis meninas obesas, com refeições com altas e baixas taxas de gordura que continham 600 calorias e 12 por cento de proteína.

A termogênese -- o processo no qual o corpo queima energia ou caloria para criar calor -- foi 30 por cento menor tanto no grupos de meninas magras, quanto de obesas depois de uma refeição com alta taxa de gordura.

As meninas queimaram mais gordura cinco horas depois da refeição com alta taxa de gordura. Mas, no geral, usaram menos de 50 por cento da gordura que consumiram.

"Como resultado, o armazenamento de gordura foi oito vezes mais alto depois de uma refeição com alta taxa de gordura que com baixas taxas ", informou a equipe de Maffeis.

A composição da dieta, "deve ser levada em conta entre os vários fatores de risco que induzem à obesidade nas crianças", concluíram os autores.

Copyright © 2001 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: