Publicidade

Notícias de saúde

Drogas Contra Impotência Podem Afetar a Motilidade dos Espermatozóides

(Por Nancy Deutsch)

New York,(Reuters Health)- As drogas utilizadas para tratar a disfunção erétil podem até ter melhorado a vida sexual de homens em todo o mundo, entretanto um novo estudo conduzido em laboratório sugere que tais drogas podem exercer um efeito negativo na motilidade dos espermatozóides, ou seja, na habilidade que eles têm de locomoção.

Em razão da necessidade que o espermatozóide tem de “nadar” para alcançar e fertilizar o óvulo no trato reprodutivo feminino, os resultados encontrados levantam novos questionamentos, agora sobre o efeito destas drogas na fertilidade masculina.

Os resultados do estudo mostram que o sildenafil (mais conhecido como Viagra) ou outras drogas que são injetadas diretamente no pênis, tais como a fentolamina, podem reduzir a motilidade dos espermatozóides, de acordo com o American Journal of Obstetrics and Gynecology.

O Dr. J Roberto Andrade, obstetra e ginecologista do hospital Union Memorial Hospital em Baltimore, Maryland, foi direto ao assunto dizendo que o estudo foi realizado com pequenas amostragens de esperma em laboratório e, portanto esta situação pode não acontecer da mesma forma nas condições do corpo humano. O estudo foi feito utilizando amostras de 10 homens na idade de 18 a 44 anos.

Enquanto ambas as drogas em altas concentrações acabam afetando a motilidade dos espermatozóides, a pesquisa por sua vez não foi realizada sob condições ideais, relata o Dr. Andrade à Reuters Health. “Nós tentamos isolar a molécula do Viagra, mas não conseguimos fazê-lo no pH que provavelmente seria encontrada nas condições naturais, ao invés disso os pesquisadores acabaram por misturar o Viagra e os espermatozóides em pH baixo”.

Uma dose de 200 microgramas não tem nenhum efeito sobre a motilidade dos espermatozóides, porém a dose de 2000 microgramas reduz a motilidade em 50 % segundo os resultados apresentados. Estas são doses bem inferiores as que os homens tomam, entretanto a droga encontrada no esperma é bastante diluída, observou o Dr. Andrade.

Ainda assim, este não foi o resultado esperado, desde que ele antecipou que o Viagra poderia até acelerar a motilidade dos espermatozóides. “Eu pensei exatamente o contrário”, comentou o Dr. Andrade à Reuters Health.

O efeito da fentolamina era mais esperado porque é conhecido que a droga inibe receptores androgênicos. Uma dose de 20 microgramas não exerce nenhum efeito, entretanto com 200 microgramas misturadas ao esperma “resulta em uma redução significativa da motilidade dos espermatozóides”. Com 2000 microgramas quase todos os espermatozóides pararam no meio do caminho.

“De fato, as pessoas estão bastante curiosas sobre este estudo. Ninguém até então, havia pensado na qualidade do esperma quando se usa drogas para tratar a disfunção erétil desde que o objetivo final era obter satisfação sexual”. “Enquanto a maioria dos homens que tomam estas drogas são mais velhos e talvez por isso menos preocupados com a questão da fertilidade, existem também homens jovens que estão fazendo tratamento de fertilidade.”

O estudo não conseguiu determinar a concentração exata das drogas encontradas no esperma. “Estudos clínicos precisam ser realizados de forma a avaliar a concentração destas drogas no esperma necessária à restauração da função erétil, mas também determinar como estas drogas afetam a qualidade e a quantidade dos espermatozóides e em última análise a fertilidade”, concluíram o Dr. Andrade e sua equipe.

Eles planejam estudar o efeito destas drogas na motilidade dos espermatozóides diretamente em modelos humanos.

Enquanto estes resultados ainda são preliminares, se um determinado casal tem experimentado problemas de fertilidade e o homem está usando drogas para o tratamento da disfunção erétil o seu médico deve ser consultado. “Pode ser este o problema”, aconselha o pesquisador.

FONTE: American Journal of Obstetrocs and Gynecology 2000; 182: 1093-1095.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: