Publicidade

Notícias de saúde

Pronto Socorro Atende Número Recorde de Acidentes Causados por Pipas de Crianças

O Pronto Socorro do Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, está atendendo um número recorde de vítimas com ferimentos graves por linha de cerol – linha usada para soltar papagaios (pipas) normalmente reforçada com cacos de vidro moído ou pó de ferro . Segundo a direção do hospital, os atendimentos são tão freqüentes que o desenvolvimento de estatísticas, comparando os dados de anos anteriores.

Em apenas três meses desse ano, mais de 49 pessoas foram atendidas pela unidade hospitalar, com ferimentos graves. Deste total, segundo o hospital, 37 pessoas estavam empinando pipas e a maioria tinha algum tipo de corte nas mãos. O restante dos 12 pacientes eram pessoas que foram pegas de surpresa pela linha e apresentavam lesões graves.

Por um outro lado, as Centrais Elétricas de Minas Gerais – Cemig, e também a Telemar já contabilizaram vários prejuízos com as redes elétricas e de telefone. De acordo com a Centrais Elétricas, de maio de 97 a maio de 98, foram registradas mais de 252 interrupções no fornecimento de energia. Naquela época, mais de 38 mil pessoas ficaram sem energia, durante um período médio de uma hora e 10 minutos. No período entre maio de 1998 a 1999, foram registrados mais de 500 interrupções, com seis acidentes com choques.

A Cemig realiza há mais de vinte anos campanhas em rádios , televisões e jornais explicando sobre os perigos em soltar papagaios perto da rede elétrica. Para incrementar ainda este trabalho, a companhia realiza ainda um festival de pipas, que sempre acontece no mês de agosto. O objetivo é reforçar ainda mais a prática da brincadeira segura.

Copyright © 2000 BoaSaúde

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: