Publicidade

Notícias de saúde

Setor de Biotecnologia Britânico Elogia Decisão Sobre Clone

24 de Janeiro de 2001 (Bibliomed). Uma decisão importante da Casa dos Lordes da Grã-Bretanha de permitir a clonagem limitada de embriões humanos foi elogiada pelo setor de biotecnologia na terça-feira como uma evolução na luta contra doenças debilitantes.

"É sem dúvida um alívio enorme e um reconhecimento dos esforços feitos, por nós e por outros, para apresentar os benefícios (dessa pesquisa)", disse o executivo-chefe da Associação das Bioindústrias, Crispin Kirkman.

"Poderá gerar tratamentos para o mal de Parkinson, danos na espinha e doenças do coração, entre outros."

A Associação Médica Britânica, que representa 120 mil médicos, também elogiou a decisão, dizendo que a pesquisa de embriões tem o potencial de beneficiar milhares de pacientes.

Mas a chamada "terapia de clonagem", que é feita a partir de células-tronco de embriões -- células básicas que se desenvolvem em todos os diferentes tecidos é órgão do corpo -- é altamente criticada pelos grupos "pró-vida" e religiosos, porque, na prática, cria seres humanos e então os mata.

"Estamos muito decepcionados com esse decisão, que permite a destruição da vida humana", disse o presidente da entidade beneficente Life, o professor Scaris Brick.

Os lordes da câmara superior do Parlamento aprovaram (212 votos a 92) na segunda-feira a pesquisa, depois de um debate que durou sete horas.

O governo fez uma concessão de último minuto, indicando um comitê de lordes que vai avaliar questões éticas e científicas, o que poderá adiar a pesquisa em até um ano.

Copyright © 2001 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: