Publicidade

Notícias de saúde

Vacina Contra Herpes-Zoster Vai Ser Testada em Humanos

15 de Janeiro de 2001 (Bibliomed). Um ensaio clínico com uma vacina contra herpes-zoster, uma doença dolorosa e normalmente debilitante envolvendo os nervos e a pele causada pela reativação do vírus que causa catapora (varicela-zoster), está perto de ser realizado.

"O risco de pegar herpes-zoster exista para qualquer um que teve catapora -- quase todos os adultos nos Estados Unidos", disse Michael N. Oxman, da Universidade da Califórnia, em San Diego, e chefe do estudo nacional, em entrevista à Reuters Health.

O ensaio -- um esforço conjunto do Departamento de Assuntos de Veteranos, dos Institutos Nacionais de Saúde e do laboratório Merck (o fabricante da vacina) -- está sendo desenvolvido para determinar se a vacina experimental contra herpes zóster é segura e pode prevenir a doença, que afeta mais de 800.000 pessoas nos Estados Unidos anualmente.

"Já há mais de 27.000 pessoas inscritas no estudo e esperamos inscrever cerca de 37.000", disse Oxman, acrescentando que os resultados do estudo não estarão disponíveis nos próximos quatro anos.

Todas as pessoas que já tiveram catapora carregam o vírus pelo resto de suas vidas. O vírus permanece dormente em células nervosas até ser reativado. O resultado é uma erupção cutânea dolorosa que se caracteriza por múltiplos inchaços similares a vesículas formando um tipo de "cinto" que reflete a distribuição dos nervos envolvidos.

A maioria das pessoas com herpes-zoster apresenta dor na área da erupção cutânea. Para algumas, a dor é moderada e temporária, mas, ocasionalmente, ela pode ser severa e durar por meses e até anos -- uma complicação conhecida como neuralgia pós-herpética.

"A herpes-zoster é mais comum e mais dolorosa em pessoas com mais de 60 anos, pois nossa imunidade ao vírus enfraquece com a idade", de acordo com um comunicado do Estudo de Prevenção da Herpes-Zoster.

"A esperança é que a vacina contra herpes-zoster experimental aumente essa imunidade e, portanto, ajude a prevenir a herpes-zoster e a neuralgia pós-herpética."

A vacina contém o mesmo vírus vivo atenuado (enfraquecido) usado para imunizar crianças contra catapora. "Os adultos apresentam um grau maior de imunidade, de modo que a vacina contra herpes-zoster é uma versão mais potente da vacina que é usada para prevenir catapora em crianças", explicou Oxman.

Os efeitos colaterais da vacina parecem ser mínimos e típicos de qualquer vacinação. "Cerca de 10 por cento podem ficar com o braço dolorido por uns dias. Menos de 1 por cento vai desenvolver erupção cutânea moderada, que pode ou não ser catapora", disse Oxman. "Até agora, ela vem sendo bem tolerada."

"Estamos otimistas pois se uma pessoa tem herpes-zoster, normalmente ela não pega a doença novamente pelo resto de sua vida; ela recebe um grande reforço em sua imunidade -- de modo que estamos tentando imitar a mãe natureza para atingir o mesmo reforço", afirmou Oxman à Reuters Health.

Copyright © 2001 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: