Publicidade

Notícias de saúde

Ilusões de Movimento Apresentam Perigo ao Dirigir

10 de Janeiro de 2001 (Bibliomed). Manter os olhos na rodovia pode ser perigoso porque o cérebro prega peças nos motoristas. Movimentos repetitivos, como dirigir na estrada, podem cansar as células do cérebro sensíveis ao movimento -- um processo chamado de adaptação ao movimento -- e levar os motoristas a cometer erros de avaliação sobre velocidade e distância de objetos.

A adaptação ao movimento cria a ilusão de que há mais tempo antes de atingir um obstáculo e essas peças que o cérebro prega fazem com que os motoristas se aproxime demais de outros veículos antes de uma ultrapassagem, disse o coordenador de uma nova pesquisa sobre o tema, Rob Gray.

"A melhor explicação sobre a adaptação ao movimento é o efeito sentido ao olhar uma cascata", disse Gray à Reuters Health.

"Se você olha fixamente para uma queda d'água por cerca de 30 segundos -- olhar fixamente para o fluxo da água caindo -- e depois olha para as pedras ao lado da queda d'água, você tem ilusão de que as pedras estão se movendo para cima", explicou o especialista.

O mesmo tipo de coisa ocorre com os motoristas que observam fixamente a estrada, pois o cérebro compensa o movimento para frente com mais sensores de movimento para trás, explicou Gray.

"O fato realmente perigoso é que não se pode saber o que está ocorrendo porque esse processo envolve células do cérebro que atuam abaixo do nível de consciência", acrescentou Gray.

No estudo, publicado na edição de dezembro do Journal of Experiment Psychology, os pesquisadores testaram a habilidade de ultrapassagem de 18 motoristas entre 19 e 36 anos depois de cinco minutos dirigindo em um simulador de estrada.

Em média, os motoristas iniciaram a ultrapassagem simulada dos veículos 0,2 a 0,5 segundos mais tarde que o normal e dirigiram com uma velocidade de 8 Km/h maior. Os resultados aumentaram os riscos de colisão com a traseira do veículo que tentam ultrapassar.

"Eles chegaram perto demais do carro da frente antes da ultrapassagem, o que é perigoso, porque há um espaço menor para corrigir um eventual erro", disse Gray. "Isto está causando um erro de julgamento por parte dos motoristas, que imaginam ter mais tempo do que realmente têm para evitar uma colisão", explicou o pesquisador.

Os motoristas deveriam saber que dirigir em estradas retas pode criar essas ilusões, aconselhou Gray. Até porque não há muito a fazer além de ficar alerta.

"O motorista que olhar o que há a seu redor, não estará propenso a ter adaptação de movimento. Resta saber como fazer isso sem causar acidentes", disse Gray. "Tenho hesitado em dizer às pessoas para olhar de um lado para outro, porque poderia interferir em suas habilidades de dirigir", disse o pesquisador.

A equipe de Gray, do Nissan Cambridge Basic Research, em Massachusetts, continua procurando formas para impedir a adaptação ao movimento.

Na Grã-Bretanha, faixas brancas com espaçamento irregular dispostas ao longo da estrada têm ajudado a quebrar a adaptação ao movimento na saída das estradas e a técnica pode ser usada em alguns Estados como a Califórnia, disse Gray.

"O importante é que, se você dirige por muito tempo -- e se surpreendeu sonhando acordado -, olha fixamente para estrada em frente ou está sozinho, não esqueça que o momento da ultrapassagem é uma situação perigosa. Não parece mas é", disse Gray.

Copyright © 2001 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: