Publicidade

Notícias de saúde

Novo Antibiótico Vence Resistência de Bactéria

08 de Janeiro de 2001 (Bibliomed). À medida que mais bactérias se tornam resistentes às drogas desenvolvidas para combatê-las, os cientistas empenham-se mais e mais na pesquisa para descobrir medicamentos mais poderosos para enfrentar os microrganismos que causam pneumonia, meningite e uma série de outros tormentos.

Um novo estudo sugere que o linezolid (Zyvox), o primeiro de uma nova classe de antibióticos, pode curar muitas infecções causadas pelas chamadas superbactérias sem maiores efeitos colaterais.

A pesquisa foi financiada pela Pharmacia Corp., de New Jersey, que produz o Zyvox.

De acordo com os resultados, a droga aprovada pela FDA em abril é efetiva contra muitas bactérias que causam infecções de pele e tecidos moles, que podem provocar meningite, abscesso pulmonar ou pneumonia.

A droga tem vantagens sobre a vancomicina, o mais potente antibiótico disponível atualmente, disse à Reuters Health, Denis L. Stevens, da Escola de Medicina da Universidade de Washington, em Seattle.

Enquanto a vancomicina pode ser administrada apenas na forma intravenosa, podendo ser tóxica para os rins, o linezolid pode ser tomado por via oral e não tem efeito colateral importante, disse Stevens.

O estudo, publicado na edição de dezembro do Antimicrobial Agents and Chemotherapy, incluiu 826 pacientes hospitalizados que receberam o linezolid ou o tratamento padrão de antibiótico, oxacilina-dicloxacilina. O linezolid curou um pouco mais de infeções que a oxacilina -- 88,6 por cento comparado a 85,8 por cento.

Infecções complicadas de pele e de tecidos moles são causas importantes de enfermidades e morte em pacientes hospitalizados, lembrou a equipe de Stevens.

Estudos preliminares também mostraram que o linezolid é eficaz contra algumas infecções por Staphylococcus aureus que resistem a outros antibióticos como meticilina, penicilina e vancomicina.

Um estudo recente do Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) descobriu que cerca de 25 por cento das infecções por "Streptococcus pneumoniae" -- principal bactéria causadora de pneumonia, infecção no ouvido médio e meningite -- podem ser resistentes à penicilina.

O problema da resistência aos antibióticos é tão grave que, em setembro, a FDA propôs acrescentar avisos de alerta nas embalagens de antibióticos para lembrar os médicos de que a prescrição exagerada e uso inapropriado estimulam o desenvolvimento de bactérias resistentes.

A resistência das bactérias aos antibióticos tem crescido em parte porque os médicos têm receitado grande quantidade destas drogas. A teoria é que se todas as bactérias que causam infecção não forem erradicadas, as remanescentes se tornam mais fortes e mais resistentes a um novo uso do mesmo antibiótico.

Eventualmente, isto pode levar ao desenvolvimento de cepas de bactéria que resistem até aos antibióticos mais potentes, reservados para estes casos. Isto aumenta o espectro de infecções para as quais nenhum tratamento com antibiótico estará disponível, colocando a vida dos pacientes em risco.

Copyright © 2001 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: