Publicidade

Notícias de saúde

A resposta imune à interrupção da HAART sugere praticabilidade da vacina

WESTPORT, 15 de maio (Reuters Health) – Alguns pacientes que apresentam infecção crônica pelo HIV podem produzir respostas fortes de células T CD4 + específicas ao HIV após interrupção da terapia antiretroviral altamente ativa (HAART), de acordo com pesquisadores da Universidade Rockefeller em New York City e Virogenetics em Troy, New York.

O Dr. Patrick A. J. Haslett do Centro de Pesquisas Sobre AIDS Aaron Diamond da Universidade Rockefeller e associados recrutaram 22 pacientes assintomáticos, tratados com HAART que tinham contagens de células CD4+ variando de 300 a 600 células por microlitro nos últimos 3 meses e carga viral indetectável.

Os pesquisadores observaram respostas proliferativas positivas dos linfócitos aos antígenos p54 do HIV em 50% dos pacientes, de acordo com o artigo na edição de abril do The Journal of Infectious Diseases. Eles também encontraram que os indivíduos poderiam ser classificados como “ininterruptos”, aqueles que relatavam que nunca deixaram de usar o HAART por um dia inteiro, e “não ininterruptos”, aqueles que pararam com o HAART uma ou mais vezes por menos de uma semana.

Nove dos 11 pacientes com respostas proliferativas dos linfócitos foram todos do grupo dos não ininterruptos. A resposta proliferativa média dos linfócitos medida nos não ininterruptos foi também significativamente maior do que entre os ininterruptos. Não houve diferenças significativas entre os dois grupos em termos de respostas HIV-específicas das células T CD8+.

Estes resultados confirmam a “hipótese de que a interrupção temporária do HAART resulta em aumento transitório da replicação do HIV, desta forma fornecendo estímulo antigênico necessário para reativar, ou ativar, a resposta específica anti-HIV das células T CD4+”.Desta forma, a restauração imunológica com a administração do HAART antes e depois das interrupções do tratamento permite a manutenção desta resposta imunológica.

O grupo do Dr. Haslett especula que “a maioria dos pacientes com infecção crônica pelo HIV sob HAART são capazes de gerar forte imunidade HIV-específica de células T CD4+, a despeito das contagens mínimas de células CD4+ anteriores”.Contudo, nos ininterruptos, os baixos níveis de turnover do HIV não são suficientes para estimular respostas das células T CD4+.

Estes resultados sugerem aos pesquisadores que “a imunização ativa com vacinas baseadas no HIV podem ser uma abordagem válida para ajudar o tratamento imunológico”.

J Infect Dis 2000;181:1264-1272.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: