Notícias de saúde

Vacina para COVID-19 gera resposta imune em 90% dos pacientes

04 de agosto de 2020 (Bibliomed). Uma vacina contra COVID-19 desenvolvida na China parece ser segura e eficaz para promover uma resposta imune contra o vírus em um pequeno estudo. Noventa e cinco por cento dos participantes do estudo que receberam uma dose alta da vacina experimental e 91% dos que receberam uma dose mais baixa tiveram respostas imunes ao novo coronavírus, SARS-CoV-2, dentro de 28 dias após receber a injeção, de acordo com os pesquisadores.

A vacina é baseada em um vírus do resfriado comum humano enfraquecido, ou adenovírus, que pode infectar células humanas, mas é incapaz de causar doenças. O adenovírus é projetado para fornecer material genético para a proteína spike do coronavírus às células imunológicas humanas, que podem criar anticorpos capazes de reconhecer a proteína spike e combater o coronavírus.

Os ensaios de fase 3 - que avaliam segurança e eficácia em um número maior de participantes e devem ser concluídos antes que uma vacina ou medicamento possa ser aprovado para uso generalizado - já estão em andamento.

Uma vacina ideal contra o novo coronavírus seria eficaz após uma ou duas vacinações, funcionará em populações-alvo, incluindo idosos e pessoas com condições de saúde subjacentes, e oferecerá proteção por no mínimo seis meses.

O teste de Fase 2 da vacina experimental foi realizado em Wuhan em abril. No total, 253 pessoas receberam uma dose alta da vacina, desenvolvida pela farmacêutica chinesa CanSino Biologics, enquanto 129 receberam uma dose baixa.

Cerca de 70% dos participantes de ambos os grupos relataram efeitos colaterais leves, incluindo febre, fadiga e dor no local da injeção. No entanto, em comparação com os participantes mais jovens, os participantes mais velhos geralmente tiveram respostas imunes significativamente mais baixas depois de receber a vacina.

Os pesquisadores explicam que, como os idosos enfrentam um alto risco de doença grave e até morte associada à infecção por COVID-19, eles são uma população-alvo importante para uma vacina. Assim, é possível que uma dose adicional seja necessária para induzir uma resposta imunológica mais forte na população idosa, mas outras pesquisas estão em andamento para avaliar isso.

Fonte: The Lancet. DOI: 10.1016/S0140-6736(20)31605-6.

Copyright © 2020 Bibliomed, Inc.

Copyright © 2020 Bibliomed, Inc.

Veja também

Faça o seu comentário
Comentários