Publicidade

Notícias de saúde

Unidade de Cuidados Especiais Ajudam Pacientes com Doenças Cerebrais

Nova Iorque (Reuters Health) – Unidade intensiva de cuidados neurológicos (Neuro-UTIs) pode ser mais eficiente em tratamentos de situações graves que as UTIs são, de acordo com nova pesquisa. O autor do estudo Dr. Michael Diringer, um neurologista da Washington School of Medicine em St. Louis, Missouri, comparou 1.038 pacientes com sangramento no cérebro (hemorragia intracerebral), e depois de um ajuste por idade, sexo e gravidade da hemorragia, constataram que aqueles admitidos no Neuro-UTIs tiveram 35% de taxa de mortalidade contraposto à 40% para os que foram admitidos no UTIs.

Idade, pacientes sem sinais de alerta quando admitidos, e a familiaridade da UTI com condições específicas do paciente foram outros fatores da alta mortalidade.

"Na UTI em geral, eles podem visualizar um problema neurológico específico uma ou duas vezes por ano, mas na Neuro-UTI, isto acontece uma ou duas vezes por dia," disse Diringer numa entrevista à Reuters Health.

"A pressa é inimiga da perfeição", disse Diringer apontando para hospitais que geralmente preferem ter uma grande UTI que um monte de outras pequenas.

"Na nova economia médica, somos forçados a experimentar coisas que intuitivamente pensamos serem corretas, são de fato corretas", Diringer esclareceu.

Embora os dados indiquem que os pacientes em UTIs especializadas estejam em condições melhores, as descobertas são preliminares e há muitas perguntas sem respostas. Por exemplo, Diringer baseou-se apenas no resultado de duas neuro-UTIs. "Talvez haja algo especial à respeito destas duas UTIs para indicar este balanço", Diringer disse: "Eu não recomendaria que nem um paciente se apressasse em trocar qualquer tratamento baseado nestes dados, mas eu pediria que os administradores de hospitais dessem uma parada para pensar nisto. Nós não podemos simplesmente tomar decisões arbitrárias por ser mais eficiente quando pode afetar o resultado no paciente".

De acordo com Diringer, o estudo precisa ser copiado e há muitas perguntas que ainda precisam de resposta para que se possa ter uma determinação sobre a UTI apropriada para hospitais, tais como, "as pessoas foram para casa?" e "Qual a qualidade de vida que eles têm agora?"

A pesquisa foi apresentada recentemente durante 52º American Academy of Neurology encontro, em San Diego, Califórnia.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: