Publicidade

Notícias de saúde

HIV Deve Matar 46.000 em Cinco Anos no Vietnã

HANÓI (Reuters) - O Ministério da Saúde do Vietnã estima que mais de 46.000 pessoas vão morrer de Aids e que outras 200.000 receberão diagnóstico positivo até 2005.

Segundo o Programa das Nações Unidas para Aids (Unaids), o país é um dos pontos críticos do mundo por causa da doença.

Os números do ministério vietnamita, divulgados antes do Dia Mundial da Aids (1o,de dezembro), representam um aumento dramático em relação às 2.731 pessoas previamente registrada que morreram de Aids e com as 27.290 que tiveram diagnosticado o HIV. O jornal oficial do país, Vietnã News, citou na quarta-feira as palavras do ministro ao dizer que o país estava nas primeiras etapas de uma epidemia de HIV/Aids.

Se não houver um plano de combate a doença, quase 200.000 pessoas poderão infectar-se com o HIV nos próximos cinco anos e mais 46.000 morrerão vítimas da Aids, disse.

Um comunicado do Unaids divulgou uma estimativa de 107.000 pessoas infectadas no país atualmente, sendo que 85 por cento delas seriam homens. Também informou que 65 por cento do total de infecções eram por causa do consumo de drogas injetáveis. Laurent Zessler, do Unaids no Vietnã, disse que o número de infecções estava alcançando "um ponto crítico" e futuramente seria "muito difícil deter a epidemia".

O Unaids disse que a principal prioridade no Vietnã é promover o uso generalizado de camisinhas e frear a transmissão entre usuários de drogas injetáveis.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: