Publicidade

Notícias de saúde

Campanha Nacional Vai Mostrar que Câncer Pode Ser Evitado

SÃO PAULO (Reuters) - Os fatores de risco do câncer, responsáveis por cerca de 90 por cento dos casos da doença, podem ser prevenidos, afirmou Daniel Deheinzelin, diretor clínico do Hospital do Câncer, em São Paulo. O médico participou na segunda-feira do lançamento da Campanha Nacional de Prevenção do Câncer, na capital paulista.

Deheinzelin explicou que a campanha de prevenção do câncer pretende combater o estigma de morte da doença, conscientizando a população de que o câncer pode ser evitado e que, quanto mais cedo for diagnosticado, maiores são suas chances de cura.

"O câncer não é uma sentença de morte e pode ser prevenido", disse Deheinzelin.

Segundo Deheinzelin, a maioria dos casos de câncer poderia ser evitada com cuidados simples e mudanças de hábitos relacionados à exposição aos fatores de risco, como tabaco, álcool, radiação solar e vírus.

A campanha nacional, lançada na data em que se comemora o Dia Nacional de Combate ao Câncer, será veiculada até dezembro de 2001 em meios de comunicação eletrônicos e impressos, assim como outdoors e ônibus das principais cidades brasileiras.

No geral, a campanha pretende criar um envolvimento emocional da população, ao fazer alusão à propaganda de cigarros, de acordo com a agência de publicidade J. Walter Thompson, criadora da campanha.

"Queremos que ela seja tão sedutora quanto a propaganda de cigarros", disse Maurício Rubinfeldt, diretor de criação da campanha.

Um dos filmes da campanha leva o título "Câncer de Atitude" e mostra uma bela garota se bronzeando à beira da piscina. Depois de seduzir o telespectador, a legenda "Câncer de Vaidade" pretende mostrar às pessoas que um bonito bronzeado tem seu preço: o câncer de pele.

A campanha faz parte de um programa de difusão de informações do Hospital do Câncer, com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

Segundo Ricardo Brentani, presidente do hospital, a campanha consiste em um estratégia a longo prazo para combater as causas da doença.

Para Brentani, a prevenção dos fatores de risco pode reduzir drasticamente a incidência do câncer. "Espero que, um dia, não haja mais casos de câncer", disse Brentani.

O câncer é a terceira causa de óbito no Brasil. Segundo estimativas do Instituto Nacional de Câncer (Inca), em 2000, serão diagnosticados cerca de 284.000 novos casos de câncer e 114.000 pessoas morrerão por causa da doença no país.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: