Publicidade

Notícias de saúde

Estudo Associa Campo Eletromagnético a Infertilidade

Por Patricia Reaney

LONDRES (Reuters) - Campos eletromagnéticos de baixa frequência semelhantes aos emitidos por linhas de transmissão de energia podem impedir o desenvolvimento de partes dos ovários em ratos, informaram cientistas italianos na terça-feira.

A nova pesquisa de Sandra Cecconi da Universidade de L'Aquila e cientistas da Universidade La Sapienza, em Roma, levantou preocupações sobre a possibilidade dos campos eletromagnéticos (ELF-EMF) terem um impacto semelhante em ovários humanos e contribuir para infertilidade.

"Nossos resultados levantam preocupações sobre se a exposição a ELF-EMF pode prejudicar o potencial reprodutivo feminino ao reduzir a capacidade dos folículos ovarianos alcançar um estágio de desenvolvimento, essencial para o sucesso da reprodução", informou Cecconi em declaração.

Os folículos são bolsas onde os óvulos femininos amadurecem. Crescem mais de 20 milímetros em diâmetro e depois liberam o óvulo que passa para as trompas de falópio. Os humanos estão expostos a baixas doses de campos eletromagnéticos em casa por aparelhos como refrigeradores, máquinas de lavar e outros aparelhos elétricos e linhas de energia.

Os cientistas italianos, cuja pesquisa foi publicada na revista Human Reproduction, expuseram os folículos dos ratos a baixas doses de ELF-EMF entre 33 Kz e 50 Hz de frequência durante cinco dias.

Ao final do período, um terço dos ratos expostos a doses menores e metade dos que receberam a dose maior tinham formado folículos normalmente, comparados a 80 por cento de outros ratos.

"O aparecimento de folículos foi normal, mas o crescimento não foi o mesmo", disse, em entrevista por telefone, Rita Canipari da La Sapienza.

Os pesquisadores não sabem o motivo mas os resultados indicaram que ELF-EMF pode afetar o mecanismo de controle regulador das células no folículo.

"Talvez possamos tentar estudar o mecanismo que causa isto. Talvez se pudermos encontrar algo errado na célula, poderíamos verificar se o mesmo acontece nos humanos", disse Canipari.

Os pesquisadores acham que são necessários mais estudos sobre o assunto.

Estima-se que um em cinco casais procure o médico por problemas de infertilidade e um em cada dez casais procura ajuda de especialista. Cerca de um terço dos casos de infertilidade são consequência de um problema masculino, geralmente relacionado à qualidade e quantidade do esperma.

Nas mulheres, o bloqueio das trompas de falópio, ciclos reprodutivos ou níveis hormonais irregulares geralmente são causas de infertilidade. Em muitos casos, os médicos não conseguem identificar a causa do problema.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: