Publicidade

Notícias de saúde

Exposição ao Chumbo Apressa Envelhecimento do Cérebro

Por Merrit McKinney

NOVA YORK (Reuters Health) - A exposição ao chumbo no local de trabalho pode diminuir a memória e prejudicar as habilidades mentais décadas depois.

De acordo com estudo sobre trabalhadores em indústrias que processam chumbo, a exposição ao metal apressa o processo de envelhecimento em cerca de cinco anos, disse à Reuters Health o autor do trabalho, Brian S. Schwartz.

Sabe-se que a exposição ao chumbo na infância, geralmente por meio de encanamentos ou tinta que contém chumbo, prejudica a função mental em adultos jovens, mas não se havia estudado ainda o seu impacto em adultos.

Durante quatro anos, a equipe de Schwartz, da Johns Hopkins University, em Baltimore (Maryland), acompanhou 535 operários expostos ao chumbo no emprego e um grupo de controle com 118 pessoas que moravam nas vizinhanças, mas não foram expostas ao produto.

Em média, os trabalhadores foram expostos ao chumbo por 16 anos antes do estudo.

Durante o primeiro ano da pesquisa, todos os participantes foram submetidos a testes sanguíneos para chumbo. No terceiro ano, os cientistas mediram os níveis de chumbo na tíbia dos participantes. Os pesquisadores realizaram entre dois e quatro testes neurológicos vezes em cada um deles.

Na edição de 24 de outubro da revista Neurology, os especialistas mostram que os trabalhadores expostos ao chumbo tiveram um declínio maior nos resultados de diversos testes, incluindo memória. Os pesquisadores também observaram que os trabalhadores com níveis ósseos de chumbo mais altos tenderam a ter maior perda de habilidades ao longo do tempo.

"Estas são as primeiras descobertas desse tipo", disse Schwartz em entrevista. "A quantidade de chumbo que as pessoas têm nos ossos foi um fator importante para a redução da função mental ao longo do tempo", explicou o cientista.

O pesquisador observou que a diminuição nas funções mentais e na memória continuaram a progredir mesmo depois que os operários deixaram de trabalhar com o chumbo.

A maioria das pessoas não é exposta a altos níveis de chumbo no trabalho mas as descobertas podem ser relevantes para a população em geral. Schwartz explicou que muitas pessoas entre 50 e 70 anos de idade têm níveis elevados de chumbo em conseqüência da exposição ao metal na gasolina, canos, tintas e latas. Atualmente, a equipe de pesquisadores está realizando um estudo para verificar se os níveis de chumbo estão associados ao declínio da função mental na população em geral.

Se as descobertas forem semelhantes, então "teremos um problema muito grande de saúde pública", disse Schwartz.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: