Publicidade

Notícias de saúde

Proporção entre número de casos de câncer e óbitos atribuíveis a fatores de risco potencialmente modificáveis

08 de janeiro de 2018 (Bibliomed). Estima-se que 42,0% de todos os cânceres e 45,1% das mortes por câncer nos Estados Unidos sejam atribuíveis a fatores de risco potencialmente modificáveis, de acordo com um estudo publicado na revista CA: A Cancer Journal for Clinicians.

Investigadores da American Cancer Society em Atlanta estimaram a proporção e número de casos de câncer invasivo e óbitos em geral (excluindo câncer de pele não melanoma) e para 26 tipos de câncer em adultos dos EUA com idade entre 30 anos e mais velhos que foram atribuídos a grandes exposições potencialmente modificáveis.

Os pesquisadores descobriram que cerca de 42,0% de todos os cânceres incidentes (excluindo câncer de pele não melanoma) e 45,1% das mortes por câncer foram atribuídos aos fatores de risco avaliados (tabagismo, fumo passivo, excesso de peso corporal, ingestão de álcool, consumo de carne vermelha e carne processada, baixo consumo de frutas/vegetais, fibra dietética e cálcio na dieta, inatividade física, radiação ultravioleta e infecções associadas ao câncer). A maior proporção de casos de câncer e morte (19,0 e 28,8%, respectivamente) foi atribuída ao tabagismo, seguido de excesso de peso corporal (7,8 e 6,5%, respectivamente) e consumo de álcool (5,6 e 4,0%, respectivamente). O câncer de pulmão teve o maior número de cânceres e óbitos atribuíveis aos fatores de risco avaliados, seguidos pelo câncer colorretal.

Essas descobertas enfatizam o vasto potencial de redução da morbidade e mortalidade por câncer através da implementação ampla de medidas preventivas conhecidas, segundo os autores.

Fonte: CA: A Cancer Journal for Clinicians. DOI:10.3322/caac.21440

Copyright © 2018 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: