Publicidade

Notícias de saúde

Residentes de cirurgia apresentam altos níveis de burnout

14 de dezembro de 2017 (Bibliomed). Os médicos residentes de cirurgia têm altos níveis de burnout, que está associado ao alto nível de estresse, depressão e ideação suicida, de acordo com um estudo publicado no Journal of the American College of Surgeons.

Investigadores da Universidade da Califórnia, São Francisco e colegas, entrevistaram 566 residentes cirúrgicos para examinar o burnout e as características psicológicas que podem contribuir para a vulnerabilidade e resiliência a esta condição. Os autores avaliaram e analisaram a prevalência de estresse, ansiedade, depressão, resiliência, atenção plena e consumo de álcool.

Os pesquisadores descobriram que a prevalência de burnout era de 69%, o que foi conduzido pelo esgotamento e despersonalização. Em todos os níveis de treinamento, os sintomas percebidos de estresse e angústia foram notavelmente altos, mas melhoraram durante os períodos de trabalho em laboratório. Houve correlação para maior desgaste com alto estresse, depressão e ideação suicida (odds ratios, 7,8, 4,8 e 5,7, respectivamente). A atenção consciente condicional foi correlacionada com menor risco de burnout, estresse, ansiedade, ideação suicida e depressão (odds ratios, 0,24, 0,15, 0,21, 0,25 e 0,26, respectivamente).

Portanto, segundo o estudo, ocorrem níveis elevados de estresse, estresse grave e sintomas de angústia durante o treinamento de cirurgia geral, com alguma melhora durante os anos de trabalho em laboratório.

Fonte: Journal of the American College of Surgeons. DOI:10.1016/j.jamcollsurg.2017.10.010

Copyright © 2017 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: