Publicidade

Notícias de saúde

Perda da audição está relacionada a risco mais elevado de demência

23 de agosto de 2017 (Bibliomed). O risco de demência está aumentado em adultos mais velhos com perda de audição, de acordo com um estudo publicado no Journal of the American Geriatrics Society.

Investigadores do University College de Londres realizaram um estudo retrospectivo envolvendo adultos com idade igual ou superior a 50 anos para examinar a correlação entre perda auditiva e demência incidente diagnosticada pelo médico. As associações transversais foram avaliadas entre auto-relatos (7.865 participantes) e medidas auditivas objetivas (6.902 participantes) e demência.

Os pesquisadores descobriram que os participantes com audição moderada e ruim eram mais propensos a ter um diagnóstico de demência do que aqueles com audição normal, após ajuste para potenciais fatores de confusão. O risco de desenvolver demência foi 1,4 e 1,6 vezes maior em indivíduos que relataram audição moderada e ruim, respectivamente.

Portanto, as descobertas são consistentes com o raciocínio de que a correção da perda auditiva poderia ajudar a retardar o início da demência, ou que a própria perda auditiva poderia servir como um indicador de risco para o declínio cognitivo.

Fonte: J Am Geriatr Soc. DOI:10.1111/jgs.14986

Copyright © 2017 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: