Publicidade

Notícias de saúde

Protetor solar não bloqueia totalmente raios UV

31 de julho de 2017 (Bibliomed). Proteger a pele dos raios UV é coisa séria. Esse deveria ser motivo de muita preocupação para os brasileiros, uma vez que o câncer de pele representa 30% de todos os tumores malignos registrados no país. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia - SBD, são cerca de 176 mil novos casos por ano. Entre as principais causas estão justamente a exposição excessiva a esse tipo de radiação.

Durante um estudo realizado pela Universidade de Manchester e pelo Instituto do Câncer, em Londres, descobriu-se que os protetores solares, mesmo aqueles com FPS 50, não protegem completamente a pele dos raios ultravioletas (conhecidos como UV), o que abre uma brecha ao risco de câncer, a longo prazo. O estudo foi publicado pelo jornal Daily Mail. Em 2014, houve a primeira pesquisa molecular do mundo a avaliar as causas exatas do melanoma, a forma mais letal do câncer de pele.

Segundo o médico dermatologista Victor Peixoto, sem dúvida, o filtro solar é a forma mais usual de proteger a pele, no entanto, não deve ser a única. Hoje em dia, já é possível encontrar marcas que utilizam a proteção UV na confecção de roupas e acessórios. Os fios do tecido recebem banhos químicos sintéticos e de dióxido de titânio, substância presente nos protetores solares que conferem uma ótima proteção solar. Essa tecnologia garante 90% de proteção e já pode ser encontrada em todo o tipo de vestuário.

Contudo, para garantir a eficácia do material é importante comprovar a qualidade dos produtos comercializados pela marca que você escolher. Para isso, é essencial verificar se as roupas são certificadas pela Arpansa, único órgão no mundo responsável por testar fator UV em roupas e acessórios.

As pessoas estão acostumadas a achar que se não se colocarem em exposição durante muito tempo e com a proteção do filtro solar estarão a salvo. Mas, o câncer de pele é uma doença silenciosa, que surge com o tempo e com a frequência de exposição. É preciso ficar atento aos sinais do surgimento de pequenas feridas e outras irregularidades na pele. Acima de tudo, é necessário prevenir a pele dos raios UV com atenção e com todos os recursos possíveis.

Fonte: Victor Peixoto- médico dermatologista e consultor da Litonaneus.

Copyright © 2017 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: